Ore Sem Cessar

Mike Parsons
com Jeremy Westcott – 

Todo o fluxo da vida de Deus vem através de nós de dentro para fora . A escolha é nossa, quer nos rendamos, quer permitamos que ela flua ou não.

Da última vez, vimos várias orações e declarações (você pode lê-las clicando aqui ). Quero encorajá-lo a usar essas declarações para desbloquear sua consciência, razão, imaginação, mente e todos os outros portões ; use-os todos os dias.

Espírito, alma e corpo

Nesta série sobre Preparando para o Destino, estamos olhando principalmente para duas áreas: como construir o espírito e como restaurar e refinar a alma. No post de hoje, estamos olhando principalmente para construir o espírito, mas precisamos ter as duas coisas acontecendo ao mesmo tempo. Não é bom tentar lidar com a alma se o espírito não for forte o suficiente para assumir seu lugar de direito. Não é bom ter um espírito forte se a nossa alma ainda estiver lutando para permanecer no controle. Precisamos lidar com ambos os aspectos juntos, para que nos tornemos espírito, alma e corpo (não corpo, alma e espírito).

Se nosso espírito é realmente fraco porque nunca foi realmente usado, então será difícil governar nossa alma. E se a nossa alma é realmente forte porque se acostumou a estar no comando, ela precisa se submeter. Temos que aprender a construir nosso espírito e como ter nossa alma restaurada e refinada para que tudo esteja em sua ordem adequada em nós.

Quando Deus criou Adão, originalmente seu espírito estava no comando. Sua alma não estava conectada ao mundo exterior, mas através de seu espírito e seu relacionamento com Deus. Ele não tinha autoconsciência separada da consciência de Deus e do Espírito de Deus. Deus quer nos restaurar a essa condição.

Nós olhamos antes para uma lista de algumas coisas que podemos fazer  para começar a construir nosso espírito.

Primeiro de tudo, vimos que precisamos dar a Deus o primeiro lugar, o primeiro amor, a primeira prioridade.

Orando em línguas

A segunda área a focar é rezar e cantar em línguas. Este foi provavelmente o avanço mais importante para mim no treinamento de meus sentidos para envolver os reinos celestiais: aprender a orar em línguas sem cessar (1 Tessalonicenses 5:17).

As pessoas ensinaram como se esse versículo apenas significasse que devíamos orar regularmente. Isso não é o que diz. Diz: “Ore sem cessar”. Isso significa o tempo todo. 24 horas por dia, nossa alma pode ser dirigida por nosso espírito porque nosso espírito está conectado com Deus e orando sem cessar, e recebendo um fluxo constante de revelação ao fazê-lo.

Começamos orando em línguas do lado de fora. Nós oramos em voz alta em voz alta e começamos a treinar nosso espírito orando em línguas e nos conectando com Deus. E nós também podemos orar em línguas por dentro. A maioria de nós acha fácil orar interiormente em línguas quando estamos quietos e sem fazer mais nada.

Mas podemos treinar nosso espírito para orar em línguas por dentro enquanto fazemos outra coisa do lado de fora, e também para orar em línguas por fora enquanto meditamos sobre a palavra de Deus por dentro. É preciso prática para fazer essas coisas e temos que dedicar um tempo para fazer exercícios espirituais para que aprendamos.

Dois exercícios

Podemos tentar dois exercícios agora.

Começamos orando por dentro, silenciosamente, em línguas por um minuto ou mais.

Então, quando começamos a fluir nisto e nosso espírito se envolve (e sem parar de orar em línguas por dentro), lemos em voz alta o Salmo 23:

O SENHOR é o meu pastor, nada me faltará.
Deitar-me faz em verdes pastos, guia-me mansamente a águas tranqüilas.
Refrigera a minha alma; guia-me pelas veredas da justiça, por amor do seu nome.
Ainda que eu andasse pelo vale da sombra da morte, não temeria mal algum, porque tu estás comigo; a tua vara e o teu cajado me consolam.
Preparas uma mesa perante mim na presença dos meus inimigos, unges a minha cabeça com óleo, o meu cálice transborda.
Certamente que a bondade e a misericórdia me seguirão todos os dias da minha vida; e habitarei na casa do Senhor por longos dias.

Parece estranho no começo, mas com a prática fica mais fácil!

Agora vamos orar em línguas por fora, enquanto meditamos sobre essa mesma escritura por dentro.

Começamos novamente orando em línguas, mas desta vez em voz alta, por um minuto.

Então, quando começamos a fluir mais uma vez e nosso espírito se envolve (e sem parar de orar em línguas no exterior), começamos a meditar no primeiro verso do salmo:

O Senhor é meu pastor, 
nada me faltará.

Nós o lemos lentamente várias vezes, uma palavra de cada vez, no interior, e permitimos que Deus nos falasse sobre o que estamos lendo, enquanto continuamos orando em línguas em voz alta.

Se isso é novo para nós, podemos sentir que é um alongamento para o nosso espírito, assim como o exercício físico é para o nosso corpo, se não estamos acostumados a isso. Mas se fizermos isso por alguns minutos todos os dias, então, com prática e perseverança, nosso espírito se fortalecerá.

A vigília da noite

Nos é dito para meditar nas palavras de Deus dia e noite ( Josué 1: 8, Salmos 1: 2 ). Como você pode meditar quando está dormindo? Você pode treinar seu espírito para estar acordado, enquanto seu corpo está dormindo. É chamado de ‘vigília da noite’ nos Salmos. Podemos estar despertos em nosso espírito e nos engajando com Deus, assim enquanto nosso corpo dorme. Então precisamos ter nossa alma acordada também, para que possamos nos lembrar de todas as coisas com as quais estamos engajados e toda a revelação que recebemos.

Treinamento, prática, disciplina, exercício

Quando eu estava no jejum de 40 dias, alguns anos atrás, Deus me disse que Ele queria que eu começasse cada dia orando em voz alta em línguas por uma hora. E quando eu estava fazendo isso, meu espírito começou a ficar realmente agitado, de modo que comecei a aprender a orar sobre as línguas por dentro. Então agora eu posso estar orando em línguas enquanto estou falando com alguém, ou ouvindo-as, para que eu esteja recebendo um fluxo de revelação.

Busquem amor, mas desejem fervorosamente dons espirituais (1 Coríntios 14: 1).

Isso significa que precisamos desejá-los ansiosamente. Eles têm que ser realmente importantes para nós. Se construir nosso espírito não é importante para nós, nosso espírito permanecerá como era: fraco e ineficaz, sujeito aos caprichos de nossa alma.

Como dissemos antes, se você quer um corpo físico forte; Se você quer estar em boa forma com muito músculo, você tem que fazer exercícios regularmente. Você não pode fazer isso de outra maneira. Talvez você tenha visto essas propagandas de dispositivos que você pode amarrar enquanto assiste a TV e eles prometem que você terá um ‘pacote de seis‘? [‘Six-pack‘ é uma expressão inglesa que significa ‘peito e abdômen fortes e musculosos‘]. Poupe seu dinheiro. Eles não funcionam. Você tem que treinar seu corpo físico, e é o mesmo com seu espírito. Se queremos um espírito que é como o espírito de Jesus, capaz de fazer todas as coisas que Ele pôde fazer aqui na terra, precisamos treinar nosso espírito e ir ao ginásio espiritual. Orar e cantar em línguas e usar outros dons espirituais é a ginástica espiritual. Isso constrói nosso espírito. Quanto mais usamos nossos músculos, mais fortes eles se tornam.

Paulo escreve: Agora eu desejo que todos vocês falem em línguas  (1 Coríntios 14: 5) e, ‘agradeço a Deus, eu falo em línguas mais do que todos vocês  (1 Co 14:18). A linguagem espiritual que temos pode ser uma linguagem de homens, pode ser uma linguagem de anjos; mas é uma linguagem que nos é dada para nos comunicarmos com Deus.

Construindo, edificando, fortalecendo

Quem fala em uma língua edifica-se  (1 Cor 14: 4), constrói-se, fortalece-se. Se eu oro em uma língua, meu espírito ora, mas minha mente é infrutífera  (1 Co 14:14). É exatamente assim que se deve orar em línguas. Temos que colocar nossa mente consciente em seu devido lugar, que está em sujeição ao nosso espírito. E às vezes podemos nos perguntar ‘por que estou orando quando estou orando em línguas?’ Na verdade, não devemos saber, em nossa cabeça, em nossa mente consciente. Nosso espírito saberá e poderemos conhecer conscientemente se um fluxo de pensamento vem espontaneamente de nosso espírito para nossa mente. Mas não o contrário.

Mas vocês, amados, edificam-se em sua mais santa fé, orando no Espírito Santo … (Judas 1:20).

Então, orando no Espírito Santo, quando nosso espírito e o Espírito de Deus estão unidos enquanto oramos em línguas, nos edificam em nossa fé e fortalecem nosso espírito. E precisamos de um espírito forte que seja capaz de governar, capaz de estar no comando.

Por isso oro em línguas enquanto medito, enquanto leio a Bíblia, enquanto faço tudo o que posso fazer. Eu oro em línguas enquanto estou ministrando às pessoas, para que eu receba um fluxo de revelação. Eu oro em línguas quando busco a Deus por revelação e direção. Porque é um fluxo dos pensamentos de Deus que fluem do espírito. Orar em línguas me mantém ligado a Deus que está dentro de mim.

Ele sabe tudo, então se eu precisar saber alguma coisa, de onde virá isso? Ela virá da revelação que flui de Seu conhecimento ilimitado. Ele é todo-poderoso, então eu posso estar conectado ao Seu poder, para que Seu poder possa fluir através de mim para mudar as coisas ao meu redor. Ele também é onipresente e, como estou Nele, posso ver as coisas fora do meu domínio físico. Eu posso ver as coisas em outras partes do mundo (ou cosmos), eu posso ver as coisas que estão acontecendo nos reinos celestes. Eu posso fazer isso porque Ele está em todo lugar. Ele está em todas as coisas, passado, presente e futuro, e eu posso estar conectado a ele. Mas eu tenho que estar fluindo, e meu espírito (ao invés de minha alma) tem que ser forte, responsável e governante.

Rios da Água Viva

As línguas mantêm o fluxo da vida de Deus chegando. Quanto mais eu oro em línguas, mais o Espírito está me preenchendo, me movendo, me guiando. Os rios de água viva fluem de dentro de mim (como Jesus prometeu em João 7:38 ), porque meu espírito está aberto e permitindo que o Espírito de Deus flua através da minha vida para tocar as pessoas ao meu redor.

É assim que aconteceu para Jesus. Nós estamos aqui, como cristãos, para sermos “pequenos cristos”. Isso é o que a palavra significa. Ungidos, assim como Ele foi ungido: somos ungidos pelo Espírito Santo para cumprir os propósitos de Deus.

Você será como um jardim bem regado, 
como uma nascente sempre fluindo .
(Is 58:11 NLT)

O fluxo da vida vem de dentro do nosso espírito através das nossas vidas. Precisamos construir nosso espírito. Eu te encorajo, ore em línguas o máximo que puder. Mesmo se você estiver fazendo outra coisa, porque você não precisa se envolver com o lado esquerdo do seu cérebro para orar em línguas. É uma atividade de cérebro certo. Essa é a mesma área do nosso cérebro onde as visões podem ser projetadas, de dentro para fora, do nosso espírito para a tela da nossa imaginação. Então podemos vê-los, ver as coisas de Deus e ter visitas com ele.

Orar em línguas é absolutamente fundamental para desenvolver tudo isso. Nós precisamos praticar isso.

Artigo original em Inglês
Outros artigos de Freedom ARC

Página do Facebook: Vida Sobrenatural.
Grupo do Facebook: VIDA SOBRENATURAL (pedir para participar).

Anúncios

Declarações Para Transformação

Mike Parsons
com Jeremy Westcott – 

Se você estiver disposto

Se você chegou até aqui conosco nesta série sobre Preparando para o Destino, vamos fazer algumas declarações juntos (se você acabou de encontrar este blog hoje, você está convidado a se juntar a nós, mas você pode querer ler alguns posts recentes primeiro). Então, se você está falando sério sobre querer render sua vida e permitir que Deus mude você de dentro para fora, então vamos fazer essas declarações juntos de nossa disposição de permitir que o Espírito Santo nos mostre o que está acontecendo dentro de nós, e transformar e nos mudar.

Por favor, ore somente estas orações e faça estas declarações se você estiver disposto. Caso contrário, e se Deus aceitar sua palavra e fizer o que precisa ser feito para transformá-lo? Se você não estiver disposto e não cooperar, parecerá que Ele está colocando o aperto em você como você nunca conheceu. É melhor apenas ler sobre eles e esperar até que esteja realmente pronto; É melhor não pedir a Ele para fazer isso, se você não está preparado para isso.

Em voz alta

Mas se você quer dizer isso, se você realmente quer mudar, então eu encorajo você a se levantar e falar essas coisas em voz alta. Na verdade, falar as palavras carrega um poder para fazer com que elas comecem a acontecer em você. Se você não pode fazer isso onde você está agora, por favor, certifique-se de voltar e falar em voz alta mais tarde.

Estamos dando permissão a Deus. Ele vai ouvir o que você está dizendo e a autoridade que você está dando a Ele em sua vida, e Ele começará a se mover. No final das declarações, há uma oração em que haverá uma liberação do angelical para operar em sua vida: anjos serafins com brasas do altar celestial, e os anjos reunidos que virão para remover os obstáculos da sua vida.

Declarações

Vamos dizer isso em voz alta juntos:

Pai, eu escolho dar-lhe permissão total
para fazer o que for preciso
para me mudar e me transformar na imagem de Jesus.

Eu te dou permissão total
para remover todas as pedras de tropeço de mim.

Eu te dou permissão total
para usar qualquer meio que você achar adequado
para purificar, refinar e restaurar-me
à minha condição eterna original.

Pai, escolho negar a mim mesmo
e entregar o controle de minha vida a você.

Eu te dou minha consciência.
Eu me arrependo e renuncio a tudo que a danificou.
Peço-lhe que purifique e restaure.
Dirija-me e proteja-me através da minha consciência
por um fluxo de reverência e temor do Senhor.

Pai, escolho negar a mim mesmo
e entregar o controle da minha vida a você.

Eu te dou meu centro de razão.
Eu me arrependo e renuncio a dúvida, descrença,
racionalismo, ceticismo, cinismo e negação.
Peço-lhe que me limpe
de todas as falsas doutrinas, filosofias e idéias.
Peço-lhe que renove e restaure a minha razão.
Use minha razão para interpretar seus pensamentos
e entender seus caminhos.

Pai, escolho negar a mim mesmo
e entregar o controle da minha vida a você.

Eu te dou minha imaginação,
eu me arrependo e renuncio de ter visto
qualquer imagem que tenha me poluído.
Peço-lhe que apague todas as imagens negativas
com o sangue de Jesus.
Purifique e restaure minha imaginação
Restaure minha tela, visão e revelação.

Pai, escolho negar a mim mesmo
e entregar o controle de minha vida a você.

Eu te dou meu coração, minha mente subconsciente.
Eu me arrependo e renuncio a
todas as fortalezas, crenças negativas e sistemas de valores,
votos, palavras, maldições, doutrinas, gatilhos,
mecanismos de enfrentamento e defesa.
Peço-lhe para limpar toda a memória negativa.
Purifique, restaure e reprograme o meu coração
com a sua verdade,
com os seus valores
e com o meu destino.

Pai, escolho negar a mim mesmo
e entregar o controle de minha vida a você.

Eu te dou minhas emoções.
Eu me arrependo e renuncio a
toda falta de perdão, amargura e raiva.
Peço-lhe para purificar e restaurar minhas emoções.
Use minhas emoções para me deixar sentir seu coração
e me guiar através da intuição.

Pai, escolho negar a mim mesmo
e entregar o controle de minha vida a você.

Eu te dou a minha vontade
Eu me arrependo e renuncio a
todos os pecados, rebelião, teimosia, dureza, controle,
medo, dúvida, incredulidade, indecisão.
Peço-lhe que purifique e restaure a minha vontade
e restaure a coragem, a perseverança e a ousadia.
Use a minha vontade para me permitir fazer a sua vontade
através da obediência e adoração verdadeira.

Pai, escolho negar a mim mesmo
e entregar o controle de minha vida a você.

E Pai, escolho seguir meu destino eterno
em senhorio, reinado e filiação.
Mostre-me como um filho de luz na terra.
Eu escolho fazer as obras de Jesus
e as obras maiores.
Eu escolho, como embaixador,
administrar o governo do reino de Deus
na Terra como no céu.

Amém.

Oração

Pai, assim como fizemos estas declarações juntos, 
eu oro para que sejam liberados os anjos da reunião
para operarem em nossas vidas 

para remover todas as pedras de tropeço,  
para restaurar e curar e tornar nossas vidas completas. 
Traga-nos de volta a um destino e propósito eternos.

Eu libero os anjos serafins em nossas vidas 
para trazer carvões do altar celestial 
para purificar nossos lábios, 
para purificar nossos corações de todas as maneiras, 

para que nos conformemos à imagem de Jesus.

Eu libero a unção de sua presença 
nas próximas semanas e meses 
para transformar nossas vidas 
e nos transformar na imagem de Jesus 
para que possamos ser Jesus aqui na terra, 
manifestando o reino de Deus 
na terra como é no céu.

Eu oro para que a cada dia 
nos rendamos como um sacrifício vivo 
para permitir que você nos mude. 
Desistimos de todo esforço para mudar a nós mesmos 
e permitimos que você nos mude 
de dentro para fora
à 
medida que nos rendemos.

Pai, nós te agradecemos por nos amar. 
Você não está nos punindo, 
mas está nos disciplinando 
para nos transformar 
na pessoa que você nos chamou para ser da eternidade passada.

Nós te abençoamos e agradecemos em nome de Jesus.

Amém.

Artigo original em Inglês
Outros artigos de Freedom ARC

Página do Facebook: Vida Sobrenatural.
Grupo do Facebook: VIDA SOBRENATURAL (pedir para participar).

 

Adquira, Arrependa-se, Renuncie

Mike Parsons
com Jeremy Westcott

Cada um de nós tem um destino, um plano e um propósito que Deus sempre pretendeu que cumpríssemos. Na preparação para esse destino , nós temos uma escolha, se queremos passar por este processo e permitir que Deus nos mude. Hoje eu quero olhar um pouco mais nos portões da nossa alma .

Consciência

Nossa consciência fica entorpecida por causa do pecado e da rebelião e, portanto, se tivermos em nossas vidas quaisquer fraquezas, padrões de pecado, “comportamentos normais, aceitáveis” que não sejam normais nem aceitáveis ​​para Deus, temos que estar dispostos a possuí-los.

Não podemos discutir com Deus nesse processo. Se o fizermos, perderemos o argumento e será muito mais difícil de ser transformado. Aprendi a confessar, possuir, arrepender-me e renunciar a isso. O arrependimento não tem nada a ver com sentir pena ou com fazer penitência! A palavra grega metanoia  realmente significa “ter a mesma mente que Deus”, então se arrepender é mudar sua mente e pensar em algo do jeito que Deus pensa a respeito.

Se Deus me mostra algo, Ele está sempre certo sobre isso: eu não vou negar isso. Ele sabe o que está lá. Eu tenho áreas em pecado, áreas fracas na minha vida. E Deus me mostrou padrões de pecado quando eu passei por esse processo que eu tinha que possuir e dizer ‘sim, eu agi assim’. E eu não percebi isso, até que Deus me mostrou, até que abri meu coração e pedi a Deus que me mostrasse o que acontece dentro de mim.

Ao fazer isso, pude me arrepender, renunciar e minha consciência ficou realmente afiada. Eu apliquei o sangue de Jesus nisso. Eu recebi perdão e limpeza. Recusei-me a sentir culpa, vergonha e condenação (que são coisas que o inimigo traz). Cada um de nós precisa saber que somos justos. Isso faz parte de ‘ter a mesma mente que Deus’ – Ele me fez justo, e Ele me chama de justo! Então a reverência pode fluir através desse portão da consciência e me guiar e me direcionar em tudo que faço todos os dias. Mas se esse portão da consciência estiver danificado ou bloqueado, afetado pelo pecado, isso me desencaminhará. Eu preciso que isso seja transformado.

Razão

Racionalismo, ceticismo, cinismo, negação, projeção: nossa mente nos enganará, colocando a culpa em outra pessoa, e não lidando com o que está dentro de nós. Podemos ter palavras, idéias, filosofias e doutrinas em nós que precisam mudar, espíritos familiares ou espíritos religiosos operando em nós, ciclos de comportamento que reconhecemos. Apenas possua isso. Não discuta, desista. Entrega. Pare de lutar pela carne e entregue-se ao espírito. Conforme fazemos, aplicamos a verdade da palavra que Deus nos fala. A mente de Cristo começará a fluir através de nós: os pensamentos de Deus fluindo através de nós; revelação e fé fluindo através de nós.

Imaginação

Cada um de nós viu muitas imagens negativas em nossa vida. Nós temos que lidar com eles. Caso contrário, o inimigo os trará de volta e os usará para poluir nossa imaginação. Queremos ser capazes de ver revelações, imagens e visitações, tanto nos reinos celestes como neste; não poderemos fazê-lo se nossa imaginação estiver poluída.

TV, filmes, jogos, revistas, livros, fantasias – até a própria vida: precisaremos nos livrar de tudo o que vimos que é negativo. Mais uma vez, eu possuía tudo o que via como pecado. Eu me arrependi, renunciei e pintei com o sangue de Jesus.

Eu já não tenho mais nenhuma dessas imagens na minha memória. Eles sumiram completamente. É como ter um arquivo em minha mente que tenha pastas nele. Cada um tem uma aba de índice com algo escrito nele; mas quando você olha dentro da pasta, não há nada nela. Lembro-me das coisas que aconteceram na minha vida, mas não consigo mais lembrar os detalhes delas ou lembrar as imagens delas porque elas desapareceram. Eles foram limpos: todas essas imagens foram completamente apagadas da minha memória.

Então, se você tem imagens com as quais você é atormentado, coloque-as sob o sangue de Jesus e pinte-as para que elas não estejam mais lá. Podemos ter uma memória purificada e uma tela limpa, para que possamos ver visões e ter sonhos, e experimentar a revelação de Deus fluindo.

Teremos os olhos do nosso coração abertos e iluminados: um fluxo de esperança e um fluxo de revelação: visões, sonhos, visitações nos reinos celestiais, tudo porque a nossa imaginação está agora limpa. Nós podemos ser purificados. Mas precisamos realmente permitir que Deus faça isso.

Subconsciente

É a mesma coisa com a nossa mente subconsciente. Todas as lembranças, palavras, votos, maldições: cada gatilho que experimentei em minha vida, todo mecanismo de defesa, todo mecanismo de enfrentamento. Eu possuí, arrependi-me (mudei de idéia sobre isso) e renunciei. Ao aplicarmos o sangue de Jesus, esse solo do nosso coração será tratado. A dureza será tratada; as pedras e as ervas daninhas. Nós apenas obteremos um fluxo de revelação de conhecimento de Deus; fluirá através de nosso subconsciente e acionará as coisas certas, e seremos movidos pelas coisas que movem Deus.

Emoções

Nossas emoções são afetadas por todo o trauma, todas as mágoas, toda a traição, todo o abuso: desapontamento, dor e rejeição que sentimos e experimentamos. E temos que admitir que machucamos outras pessoas, além de sermos feridos por elas. Se você está sentindo raiva ou retraimento ou depressão, todas essas coisas surgem de emoções com as quais não lidamos. Nós nos entregamos ou acabamos.

Precisamos ter todos esses mecanismos: precisamos nos arrepender, perdoar e liberar toda a mágoa, arrependermo-nos de tudo que fizemos para ferir os outros e renunciar a tudo. Então, começaremos a ter um fluxo do coração de Deus, de intuição, de sermos movidos pelo que move Deus.

Vontade

Se você é teimoso e se você tem sido rebelde, voluntarioso ou controlador você tem que ser dono dele. Medo, dúvida, incredulidade, indecisão: se eles estão operando em sua vida, possua, se arrependa e renuncie, e nesse processo aplique a verdade do sangue de Jesus, e Deus começará a trabalhar as coisas em você, coisas positivas: paciência, ousadia, coragem, perseverança. Você começará a entrar em um fluxo de adoração, um fluxo de obediência, no qual estamos trabalhando a verdade da palavra de Deus dia a dia.

Eu sei que isso é muito para levar a bordo de uma só vez. Eu estou colocando tudo para fora e estou apenas encorajando você a usar o diagrama dos portões (ou spinner) para começar a lidar com o que quer que seja isso em sua vida. Peça a Jesus que venha e fique nos portais com você e mostre o que ele vê. Pode não ser um processo rápido, mas com um pouco de aplicação você pode fazer isso.

Adquira, arrependa-se, renuncie a isso. Tudo o que é necessário é se render e permitir que Deus lide com isso.

Artigo original em Inglês
Outros artigos de Freedom ARC

Página do Facebook: Vida Sobrenatural.
Grupo do Facebook: VIDA SOBRENATURAL (pedir para participar).

Nossa Necessidade de Deus

por Mike Parsons
com Jeremy Westcott – 

Agora aqueles que pertencem a Cristo Jesus crucificaram a carne com suas paixões e desejos. Se vivemos pelo Espírito, vamos também andar pelo Espírito (Gálatas 5: 24-25).

Pecado

O pecado e todos os ‘pecados’ que cometemos são um indicador da nossa necessidade de Deus.

O ‘pecado’ original surgiu pela perda de visão de nossa verdadeira identidade (é o que Adão e Eva fizeram no jardim); ‘pecados’ individuais são coisas que fazemos para nos fazer sentir melhor sobre nós mesmos, porque deixamos de nos ver como Ele nos vê. Aqueles que lutam com a luxúria, é porque desejam desesperadamente a intimidade: Deus é o melhor que existe se estamos à procura de intimidade e amor.

Eu fui crucificado com Cristo; e não sou mais eu que vivo, mas Cristo vive em mim; e a vida que agora vivo na carne, vivo-a pela fé no Filho de Deus, que me amou e se entregou por mim (Gálatas 2: 20-21).

Estou disposto a amar a Deus em troca  me entregar a Ele? Para que Ele me mude, me transforme e  conforme à Sua imagem, para que eu me torne cada vez mais semelhante a Jesus aqui na terra?

Eu fiz isso como um curso intensivo e trabalhei todos os anos da minha vida, para lidar com todos os bloqueios em todas as áreas da minha alma, e fiz isso em três semanas. Agora, eu tinha três semanas para fazer isso, e sei que nem todos podem fazer isso, mas estou encorajando você a fazer uma escolha hoje para começar a trabalhar as coisas que se acumularam em sua vida e permitir que Deus te mude.

Dano emocional

O portal do Primeiro Amor é a chave. Todos nós temos danos emocionais por meio de relacionamentos, cônjuge, pais, família, amigos ou figuras de autoridade. Esse dano nos faz perder a confiança e colocar barreiras para nos proteger. Quando queremos deixar Deus entrar, essas barreiras atrapalham. Muitas vezes temos medo de ‘deixar ir e deixar Deus’ vir e estar no controle. Nós temos que lidar com essas coisas.

Necessidades não satisfeitas afetarão os desejos e motivos da minha alma. A mágoa não curada afetará meus desejos e motivos emocionais. Questões não resolvidas em nossas vidas afetarão nossa confiança. Temos que nos render e permitir que Deus faça o que só Ele pode fazer. E se tivermos problemas, precisamos trabalhar com eles: perdoar as pessoas que nos decepcionaram e nos desapontaram, nos arrependermos e renunciarmos às coisas que fizemos para atender às nossas próprias necessidades e nos protegermos.

Deus atenderá às nossas necessidades

Todos nós precisamos de aceitação, amor, carinho, valor e mérito; aprovação, significado, afirmação, identidade e propósito; segurança e proteção. São todas as necessidades que Deus construiu em nós: são todas as necessidades que Ele quer atender em nós. Ele não quer que nós tentemos satisfazer essas necessidades através da carne, mas todos nós tentamos exatamente isso. Como resultado, todos nós fomos prejudicados e todos nós precisamos ser transformados e encontrar o amor de Deus.

Eu trabalhei através destas áreas: minha consciência, minha imaginação, razão, mente subconsciente, emoções, escolha e vontade. Eu trabalhei em cada um deles, para lidar com as coisas que eram bloqueios e paravam Deus de fluir través de mim e trabalhar através da minha vida. Isso é realmente complicado e difícil? Não, é uma escolha. Eu realmente quero a presença de Deus e Seu poder? Eu realmente quero estar manifestando o reino dos céus na terra? Ou estou contente em continuar vivendo do jeito que sempre vivi?

Deus fará isso: a escolha é minha.

Artigo original em Inglês
Outros artigos de Freedom ARC

Página do Facebook: Vida Sobrenatural.
Grupo do Facebook: VIDA SOBRENATURAL (pedir para participar).

Portas da Alma

Mike Parsons
com Jeremy Westcott – 

Portas da Alma

Nós demos uma olhada nas portas do nosso espírito, pelas quais queremos que Deus flua de dentro para fora. Agora é a vez de vermos as portas da nossa alma.

As portas da nossa alma são: consciência, razão, imaginação, mente, emoções, escolha e vontade.

Consciência

Nossa consciência é o ouvido do nosso coração. Ela é nossa protetora e diretora, nosso guarda, e nosso guia. Nossa consciência vai nos guardar das coisas erradas e nos direcionar ao certo. Infelizmente, nossa consciência pode ser cegada ou cauterizada pela repetida exposição ao pecado (Tito 1:15). Precisamos estar com nossa consciência limpa, pura e aguçada.

Razão

Não é ter razão e tentar trabalhar com o intelecto. Razão tem haver com ser capaz de traduzir e interpretar as palavras que Deus nos diz, e entender e explicar essas palavras.

Imaginação

Os olhos do nosso coração são, com certeza, a chave para desenvolvermos nossa imaginação.

Nossa cultura ocidental e nosso sistema de educação desvalorizam a imaginação. No entanto, foi Deus quem nos deu nossa imaginação, para que pudéssemos ver o que Ele está fazendo, e também, para que pudéssemos ter visões, sonhos, ver as dimensões do céu, na tela da nossa imaginação. Precisamos aprender como usá-la novamente e treiná-la para que ela cresça e se desenvolva.

Mente

Em nossa mente, consciente e subconsciente , é onde os programas estão arquivados, ou seja, é onde encontramos nossas memórias, a palavra de Deus, e nosso sistema de crenças. Tudo está armazenado lá, como se fosse o HD de um computador. O subconsciente, nosso coração, fica em algum lugar entre nosso espírito e nosso consciente. Memórias, crenças, valores, mentiras, verdades, padrões de pensamento. Jesus chamou isso de ‘solo’ e pode haver todo tipo de sementes plantadas nele.

Nosso subconsciente é afetado pelo nosso DNA, o qual vem dos nossos pais, e que estabelece em nós mecanismos de defesa e de cópia. Nossos padrões de comportamento vêm do que nós acreditamos. Nossa criação também nos afeta, pois durante nossa vida passamos por um monte de experiências, e na nossa educação recebemos uma quantidade imensa de ensino, que nos treinam a agir de determinada maneira. Outra coisa que nos afeta são os traumas, coisas que aconteceram conosco que nos levam a fazer votos e tomar decisões baseadas na nossa experiência. Todas essas coisas também se conectam com espíritos familiares designados para nossa vida. Eles nos conhecem, e mentem para nós, para que nos venhamos agir com base em um falso sistema de crenças.

Todas essas coisas dentro de nós se manifestam na maneira como pensamos. Dessa forma nossas reações, atitudes, respostas, medos, e preocupações, vêm do nosso interior e se manifestam em nossa mente.

Quando a revelação vem da palavra de Deus, e do Espírito Santo, as coisas começam a mudar. Então temos a oportunidade de nos rendermos a Ele, e Ele pode lidar com os espíritos familiares que mentem para nós. Nosso padrão de comportamento começa a vir da revelação da verdade da palavra de Deus, especialmente sobre quem somos. Nossos padrões de pensamento são baseados na verdade de quem Deus diz que somos. Nossas atitudes, sugestões, e ideias fluem do nosso espírito para nossas mente de dentro para fora.

Mas se não lidarmos com todas essas coisas em nosso interior, teremos sempre “gatilhos” que nos levarão a agir de determinada forma, e é ai que acontecem os conflitos. Temos que ter o desejo de permitir que Deus nos transforme de dentro para fora.

Emoções

Nossa alma tem emoções, onde estão nossas reações e nossos sentimentos, onde somos comovidos, e temos aquelas impressões. As emoções afetam nossa, autoestima, nosso senso de valor, se sentimos amor, segurança, aceitação e valorização.

Todos nós temos necessidades que não foram atendidas. Talvez em nossa infância, ou em relacionamentos, não recebemos todo amor, segurança, aceitação, e encorajamento que precisávamos. Então acabamos tendo uma baixa autoestima, ou frustração em nossa vida. Isso pode resultar em insegurança, rejeição, dependência de outras pessoas, ou em relacionamentos codependentes.

Nós tentamos suprir nossas necessidades dessa maneira porque não estamos tendo um relacionamento correto com Deus, e Ele é o único capaz de suprir cada uma das nossas necessidades. Nós temos olhado para o mundo, e temos sido feridos. Nós experimentamos culpa e vergonha, e carregamos um monte de feridas não curadas, por causa de pessoas que nos colocaram para baixo, e nos machucaram. Quando não aprendemos a perdoar e liberar essas pessoas, ficamos cheios de raiva, ressentimento, e amargura, que são coisas emocionais.

Essas emoções podem governar totalmente nossas vidas – se nós permitimos. Temos que lidar com elas. Elas afetam a nossa consciência, e acionam nossas reações o tempo todo. Nosso comportamento não simplesmente acontece. Ele é originado de coisas que estão dentro de nós e Deus deseja que nos perdoemos, e sejamos restaurados, mudados e renovados, para que as fortalezas e toda ferida e dor que houver sejam tratadas.

Vontade

Nós também temos uma vontade. Se pecamos, por teimosia ou rebelião, nossa vontade é prejudicada, e se torna uma barreira eficaz para impedir a vontade de Deus para nossas vidas, pois gera em nós descrença, indecisão, controle, dúvida e medo. Quando lidamos com isso, Deus substitui por humildade, confiança, ousadia, coragem, persistência, determinação, perseverança, domínio próprio (que é o fruto do Espírito). Todas essas coisas podem acontecer se permitirmos Deus nos transformar de dentro para fora.

É muito importante para nós entendermos o que está acontecendo dentro de nós e como funcionamos. Alguns de nós aprendemos a nos descascar como uma cebola, para expor o que está acontecendo em nosso interior; isso pode ser bom, contanto que não tentemos nos transformar de fora para dentro, por que se fizermos isso, com certeza essa batalha já está perdida.

Se focarmos no problema, maior ele se tornará. Se focarmos na solução, o problema se tornará menor. Em Jesus nada é impossível. Nada irá impedir o Senhor de fazer o que Ele precisa, se nós nos rendermos a Ele.

Escolha

A última porta é a escolha. No final, tudo termina com uma pergunta. Depois de havermos limpado tudo o que nos impede de nos rendermos a Deus e de permitimos nosso espírito governar, temos que fazer uma escolha consciente diariamente. O que vamos escolher fazer?

Vamos buscar para que todas essas portas sejam transformadas e fluam com a vida de Deus. Nesse momento a maioria delas não está assim. Não podemos transformar a nós mesmos. Temos que pedir para que Deus venha em cada uma dessas portas e nos transforme.

Seria muito perigoso se a glória de Deus começasse a manifestar através de nós, através de uma vida impura; seria um perigo para nós e para as pessoas ao nosso redor. Ele não permitiria Sua presença se manifestar através de nós, até que tivéssemos uma vida santa, através da qual Ele pudesse fluir.

Mas Ele quer manifestar Sua presença através de nós.

Artigo original em Inglês
Outros artigos de Freedom ARC

Facebook: Vida Sobrenatural (@umavidasobrenatural)

Alinhando as Portas

Mike Parsons
com Jeremy Westcott

Nós vimos que Deus está dentro de nós, e queremos que Ele inunde todo nosso ser com Sua glória, para que transbordemos e o mundo ao nosso redor seja transformado.

No post anterior, nós examinamos cada uma das portas em nosso espírito através do qual Ele quer fluir. No próximo post vamos olhar para as portas da nossa alma, mas a publicação de hoje é um pouco incomum …

Uma das coisas que achamos realmente úteis aqui na Freedom Church é fazer um disco rotativo do diagrama das “portas” de Ian Clayton. Então podemos alinhar diferentes combinações de portas e pedir a Jesus que fique conosco nelas e nos mostre como o rio da vida deve fluir através dessa combinação em particular.

Para fazer um, você precisa imprimir quatro cópias do diagrama das portas em papel vergê ou outro com uma gramatura maior (ou você pode imprimi-lo em papel A4 e colá-lo na cartolina se for mais simples). Em seguida, corte-os como no diagrama abaixo, para que você tenha quatro círculos de diferentes tamanhos.

Faça um pequeno orifício no centro dos quatro círculos. Finalmente, coloque-os em ordem, virados para cima, com o maior no fundo e o menor no topo, e una todas as partes com um colchete bailarina.

Você pode ver uma imagem do disco finalizado no topo deste post. O primeiro amor, a esperança, a mente, e a porta do ouvido estão alinhados do centro. Você poderá girar cada parte do disco separadamente para alinhar as portas, a fim de que você use como modelo visual para você trabalhar com elas.

Artigo original em Inglês
Outros artigos de Freedom ARC

Facebook: Vida Sobrenatural (@umavidasobrenatural)

 

Portas do Espírito

Mike Parsons
com Jeremy Westcott – 

Sem comunhão, não há revelação

Ian Clayton's gateways diagram, Portuguese.
Esse diagrama é baseado no de Ian Clayton (sonofthunder.org)

“Quem crer em mim, como diz a Escritura, do seu interior fluirão rios de água viva.” (João 7:38)

Deus habita no nosso interior. Agora queremos permitir que Ele flua em nós e através de nos, para transformar a nós e ao mundo ao nosso redor. Quando abrimos a porta do primeiro amor, começamos a deixar que Ele inunde todo nosso ser.

E é ai que encontramos o primeiro bloqueio. Quando olhamos para a nossa porta do primeiro amor, alguns de nós a temos visto bloqueada, fechada, trancada, e até mesmo acorrentada. Mas isso é uma projeção da nossa alma. Mesmo que a nossa experiência de primeiro amor tenha nos feito erguer barreiras para a intimidade (antes eu escrevi sobre minha experiência a esse respeito), nós temos a capacidade para derruba-las. Podemos limpá-las, destrancá-las, tirar as correntes, e abri-las. O inimigo não tem acesso ao nosso espírito. Jesus está batendo. Vamos deixá-Lo entrar nas nossas vidas.

Quando abrimos a porta do primeiro amor, o rio flui para o nosso espírito. Nós nos rendemos a presença de Deus em nosso interior. No nosso espírito há diferentes sentidos, ou ações: precisamos deixar que a glória de Deus flua através deles para que sejam ativados. Assim o Espírito Santo vem pelas portas do nosso espírito até a nossa alma.

Temor do Senhor, reverência, oração, esperança, fé, revelação, intuição, adoração. E há uma a mais, nossa porta de acesso às dimensões celestiais, que fica atrás da porta do primeiro amor, é só seguir o rio até sua nascente.

As primeiras portas estão relacionadas com nossa comunhão, com a presença de Deus em nós. Aprendendo a identificar e conhecer a Deus pela experiência de quem Ele é, com isso aprendemos a ter comunhão e a confiar Nele naquele lugar. As outras portas estão relacionadas a revelações, são onde Deus  se revela através de nós, onde vemos aspectos do Seu Reino, onde ouvimos Sua voz, onde ficamos sabendo o que Ele está fazendo, e é onde Ele nos dá visões, sonhos e revelações do que Ele quer fazer. Sem as primeiras portas, as outras não funcionam, ou seja, sem comunhão, não há revelação.

Temor do Senhor

Nós precisamos entender que dentro de nós está o Deus onipresente, onipotente e onisciente. Isso é algo fantástico. O Deus que criou o universo, e tudo o que nele há, escolheu vir e habitar em nós. Nós nos tornamos a habitação de Deus. Nós temos que preparar o lugar em nós para que Ele habite. O Deus que é fogo consumidor está dentro de nós.

Temor do Senhor não é o mesmo que ter medo Dele. Se eu conheço o amor de Deus, não terei medo Dele. Muito pelo contrario, é algo maravilhoso ter Ele habitando dentro de nós, e Ele quer que conheçamos a maravilha de Seu presença.

Reverência

Honrando e respeitando a Deus. Não faremos nada que envergonhe o nome do Senhor. Buscaremos trazer honra para Ele.

Oração

Não tem haver com dobrar os joelhos, por as mãos juntas, e terminar dizendo ‘Amém’. Oração é um diálogo, onde o Espírito de Deus, a mente de Cristo, e o coração do Pai estão fluindo através de nós em relacionamento. Por isso orar em línguas é tão importante: é nosso espírito orando e se comunicando com Deus. E podemos fazer isso sem cessar, se treinarmos a continuar mesmo quando nossa consciência está em outro lugar.

Esperança

Este é o sentido por onde fluem visões, sonhos e oportunidades, e onde Deus nos mostra Sua vontade.

Harmonia, concordância, entendimento, e conhecimento: onde nós entramos em concordância com Deus. Nós começamos a operar nos dons do Espírito, e no poder de Deus conforme Ele flui através de nós.

Revelação

Inspiração, luz, conselho, sabedoria.

Precisamos ativar esses sentidos. Eles não são ligados automaticamente. Precisamos estar famintos e sedentos, desejando eles.

Intuição

Impressão, instinto, saber interior, conforme o Espírito Santo nos revela o coração do Pai.

Porta Celestial

Atrás da porta do primeiro amor, nossa conexão com as dimensões celestiais e uma consciência do que está acontecendo no céu.

Adoração

Agora tudo isso é ótimo, e você pode ter todas essas portas funcionando maravilhosamente, mas sem uma outra coisa, não significam nada. E isso é a adoração.

Adoração não é cantar. É um estado de complete obediência a Deus. É uma rendição total, e completa submissão à vontade de Deus para nossas vidas, em nosso dia a dia. Tudo o mais que estiver fluindo dentro de nós nos levará a dizer, ‘Senhor eu escolho me render a Ti’. Isso é o que O Senhor quer de nós.

De dentro para fora

No passado muitos de nós ficamos pensando e orando sobre o que poderia estar bloqueando cada porta, e pedimos para Deus remover. Pode ter sido útil também: descobrir a razão dos nossos dilemas, dificuldades e bloqueios através de uma ministração tradicional.

Mas essa é uma abordagem de fora para dentro. Nós queremos permitir que Deus trabalhe em nós de dentro para fora.

Eu te encorajo a procurar Jesus dentro de você, e leve-O com você em cada porta. Trabalhe com cada uma delas, talvez uma por dia. E não vá com a atitude de que você já sabe o que os nomes das portas significam: peça ao Senhor para mostrar o que elas significam para você. A maioria dos bloqueios vem de fora para dentro. Peça para Ele te mostrar quais são. Peça para Ele ficar com você e trabalhar com você em cada porta de dentro para fora desbloqueando-as e permitindo que a glória de Deus flua através delas.

Está tudo relacionado a sentir, perceber e nos conectar com Ele: é um jeito diferente de trabalhar, mas na nossa experiência, muito mais eficaz.

Artigo original em Inglês
Outros artigos de Freedom ARC

Facebook: Vida Sobrenatural (@umavidasobrenatural)