Manifestação dos Filhos de Deus

Mike Parsons
com Jeremy Westcott – 

Lugares celestiais

Nesta série de posts estamos falando sobre os lugares celestiais. Nós vimos que há diferentes lugares ou dimensões nos céus, e que nós podemos acessá-los enquanto estamos aqui na terra, da mesma forma que Jesus fez.

Lembrem dos anjos que não ficaram dentro dos limites da sua própria autoridade, mas abandonaram o lugar onde moravam. Eles estão amarrados com correntes eternas, lá embaixo na escuridão, onde Deus os está guardando para aquele grande dia em que serão condenados (Judas v6).

Aqui está falando sobre os anjos caídos, os vigilantes, que deixaram seu devido lugar, e vieram para terra para produzir os Nefilins. Esses 200 anjos vigilantes estão presos, em um lugar chamado Tártaro. Eu já os vi lá, e eles estão amarrados por causa do que fizeram.

Ao citar versículos da Bíblia, estou tentando te mostrar que todos esses lugares diferentes nos céus tem uma base bíblica. Algumas vezes você vai ter que olhar mais atentamente para textos familiares, para ver que eles têm mais a dizer do que já havíamos visto. Da última vez, vimos que há uma sala de troféus de Satanás, onde podemos pegar de volta o que foi roubado, e agora estamos vendo que há um domínio onde há anjos amarrados.

Sete

Agora, sete é um número importante nas escrituras. Há sete dias da criação, há sete sistemas de governo. Sete é sempre o número da perfeição, do completo, e de Deus. Nós vimos que há sete dimensões, três nos céus, três na terra, e a sétima é a atmosfera da terra onde estão os principados, potestades e dominadores.

Mas a primeira dimensão de governo para nós tem que ser a nossa própria vida. Para que possamos governar nas dimensões celestiais, temos que colocar nosso espírito, alma e corpo no devido lugar. Somos a casa do Senhor, e governamos com Ele a partir do nosso espírito, não a partir de nossa alma, nem do nosso corpo, assim levamos nossa vida de volta a plenitude e completude. Por isso é que precisamos acessar nosso jardim, nosso lugar de contemplação, a câmara nupcial e a pista de dança – os quatro compartimentos do coração – para lidar com coisas na nossa própria vida. Há áreas de governos: em nós, através de nós, e nas dimensões celestes.

Rei dos reis e Senhor dos senhores

…o mesmo Deus que é o bendito e único Rei, o Rei dos reis e o Senhor dos senhores (1 Tim 6:15).

Pelejarão eles contra o Cordeiro, e o Cordeiro os vencerá, pois é o Senhor dos senhores e o Rei dos reis; vencerão também os chamados, eleitos e fiéis que se acham com ele. (Ap 17:14)

Jesus é descrito como Rei dos reis e Senhor dos senhores nessas duas passagens. Sendo assim há reis de quem Ele é Rei, e senhores de quem Ele é Senhor. O segundo versículo diz que aqueles que estão com Ele são chamados, eleitos e fiéis. Nós é que somos os chamados, eleitos e fiéis: nós somos os reis, e somos também os senhores.

Nós temos que assumir nosso lugar como senhores e reis que governam nos lugares celestiais. A batalha ainda está acontecendo, mas nós somos seguidores de Jesus, e triunfaremos sobre as obras do inimigo e teremos vitória e domínio.

O povo de Deus nunca acessou as dimensões celestiais de maneira correta, ou de forma consistente, sendo assim o inimigo tem reinado livremente, fazendo o que ele quer. Mas agora estamos começando a fazer isso, então o inimigo vai perder terreno, pois Deus nos faz vencer e tomar de volta o domínio.

Governar como senhores

A dimensão celestial chamada de ‘reino de Deus’ é o lugar de onde os senhores governam. Mas para governar, temos que derrubar os gigantes, pois eles ocupam nosso lugar de autoridade. Sendo assim, temos que fazer o mesmo que Calebe fez quando ele entrou na Terra Prometida, ele expulsou os filhos de Anaque do monte que era para ser sua possessão. Temos que fazer como Davi fez com Golias – após acertá-lo na cabeça com uma pedra que jogou com sua funda, ele cortou a cabeça do gigante (e foi isso que fez o exército inimigo fugir – já que não havia dúvida, que o campeão deles havia sido derrotado).

Isso soa um pouco sangrento, eu sei, mas temos que cortar a cabeça dos gigantes, e abri-los, para que tudo o quê estava dentro deles venha à tona, tudo aquilo que eles haviam roubado de nós, e consumido. Dessa forma podemos pegar de volta o que é nosso e comer, colocando no nosso interior. Isso sempre foi para nós, e iremos precisar para começar a ocupar um lugar de autoridade e poder.

Não é difícil matar um gigante, desde que nós tenhamos a consciência: de quem somos, que autoridade temos, o que nos pertence, e qual é o nosso mandato. Precisamos saber qual é o nosso chamado, para que possamos cumpri-lo. Quando temos confiança na nossa identidade como filhos de Deus, e sabemos o que está escrito no nosso rolo (livro) sobre nós, podemos entrar no nosso destino. Não podemos pegar o rolo de outra pessoa, nem fazer o que é designado a outro, ou assumir o trono de alguém – isso não nos pertence. Precisamos nos apropriar do nosso destino em Deus, e lutar por ele.

Governar como reis

O ‘reino dos céus’ dimensão celestial, é onde reis governam, e também é onde os dragões estão. Eles operam num nível maior de autoridade, e eles têm mais coisas escondidas dentro deles. Novamente, na dimensão do espírito podemos ir e matar dragões, abrir a barriga deles e tomar de volta tudo o que deveria ser nosso. Eu já fiz isso, e outros irmãos aqui da Freedom também. A primeira vez, embora parecesse que não havia levado muito tempo, fiquei muito cansado depois! Então entendi que eu tinha que ficar mais forte, tinha que obter mais músculos espirituais, e mais resistência.

Assumindo a posição de Filhos

Existe, ainda, a dimensão celestial chamada simplesmente ‘Céu’, onde filhos governam. Nós temos tronos lá, e é onde estamos assentados com Cristo. Quando começamos a ocupar esse lugar, Deus começa a fazer nós nos manifestarmos como filhos na terra – e é isso o que estou buscando. E é nesse lugar onde começamos a ser transfigurados, e passamos a demonstrar a presença manifesta de Deus em nossas vidas, e onde as coisas ficam realmente empolgantes.

A maioria do que está nessas dimensões é ser realizado com a manifestação da autoridade do reino. Nos nossos rolos não há muito sobre expulsar demônios, curar os enfermos, ou fazer todo tipo de milagres. Pois isso é algo básico, que qualquer cristão deveria ser capaz de fazer. Nos nossos rolos há mandatos para cada um de nós fazermos tarefas específicas nas dimensões dos céus, eles conferem a cada um de nós responsabilidade para a administração das dimensões do céu.

No future, nós governaremos as galáxias: esse é o nosso destino. Se você ler o livro de Daniel, você poderá ver como ele se refere a diferentes níveis de autoridade nos céus. Da mesma forma, quando Jesus falou sobre servos bons e fiéis que governarão dez cidades, Ele estava falando sobre dimensões muito maiores do provavelmente havíamos entendido como ‘cidades’. Em cada galáxia há um buraco negro que está só esperando pela manifestação dos filhos de Deus para ir e ocupá-lo.

Geração de Josué, é para isso que fomos chamados:  andar nos caminhos do Senhor e obedecer aos Seus preceitos, para governar a Sua casa e também estar encarregado das  cortes, e começar a agir – ter um lugar entre estes – como filhos (Zacarias 3:7).

Outros artigos de Freedom ARC
Artigo original (em Inglês)
Outros artigos de Freedom ARC (em Inglês)

 

Anúncios

Autor: Freedom ARC

Freedom Apostolic Resource Centre, Barnstaple, UK.

5 comentários em “Manifestação dos Filhos de Deus”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s