102. Investidura, Sucessão, Entronização, Coroação

Mike Parsons
e Jeremy Westcott  

Sacerdócio real

Vós, porém, sois raça eleita, sacerdócio real, nação santa, povo de propriedade exclusiva de Deus, a fim de proclamardes as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz (1Pe 2:9).

Nós somos realeza e somos sacerdotes.

A função do rei é governar. E no post anterior vimos que, como sacerdotes, temos acesso às cortes do céu.

“O reino dos céus é tomado por esforço, e os que se esforçam se apoderam dele” (Mat 11:12). Isso não acontece com facilidade. Deus ordenou a Adão que ele subjulgasse a terra e a dominasse (Gen 1:28). Antes de governar, há uma batalha; você só dominará se houver algo para ser dominado. Em nossas próprias vidas, temos um monte de coisas que precisamos lidar e subjulgar.

Temos que ser militantes acerca disso. Não podemos sentar e ser passivos, esperando que um dia iremos governar. Cada um de nós tem um destino, e uma identidade, os quais só se tornarão uma realidade na nossa vida, se os agarrarmos, e lutarmos por eles. Paulo disse “mas continuo a correr para conquistar o prêmio, pois para isso já fui conquistado por Cristo Jesus” (Fl 3:12). O reino dos céus é tomado por violência, e os que se esforçam se apoderam dele. Há forças de oposição nas dimensões celestiais, cujo objetivo é nos impedir de governar, sendo assim temos que lidar com elas.

No fim de 2008 ou início de 2009, Deus me deu quatro palavras. Na época, eu as entendi até certo ponto, não compreendi de imediato todas as implicações delas. Essas palavras foram:

  • Investidura
  • Sucessão
  • Entronização
  • Coroação

Investidura

Deus quer nos investir com autoridade. Eu me lembro da investidura de Príncipe Charles como Príncipe do País de Gales em Caernarfon Castle em 1969. No Reino Unido, ser Príncipe do País de Gales significa que você é o herdeiro do trono.

Sucessão

Mas você tem que tomar posse daquela autoridade. O príncipe Charles ainda não subiu ao trono como rei porque a rainha ainda está viva e reinando. Ele só poderá sucedê-la quando ela morrer. Da mesma maneira, não poderemos subir ao trono nas nossas vidas e assumir a nossa autoridade, até que algumas coisas que nos governam morram. Algumas estão nas nossas vidas diárias, mas outras estão nas regiões celestes. Nós precisamos derrotas tais coisas, para que possamos assumir nossa posição.

Entronização

E a sucessão não é suficiente. Somos chamados para ocupar tronos, como já havíamos visto. De uma forma simples, tronos são onde governamos. Se deixarmos esses tronos desocupados, não haverá governo nessas áreas. Ou, pior, esses tronos serão usurpados por outros que querem reinar, e que recebem a autoridade deles do reino em trevas.

Coroação

Finalmente, Deus irá expor nosso governo na terra. Os filhos de Deus serão manifestos. O reino de Deus será na terra assim como é no céu. A autoridade celestial é maior que a terrena, por isso temos que governar nos céus. Ela é infinitamente maior que toda autoridade que opera aqui. As leis do mundo espiritual são mais elevadas (e tem precedentes sobre) as leis do reino natural.

A visão tradicional dos céus

A visão tradicional (grega) dos céus é algo assim:

Nós vivemos no primeiro céu. A bíblia diz que Paulo visitou o terceiro céu, a dimensão onde Deus está (2Co 12:2). Sendo assim, de acordo com o pensamento linear grego, deve haver um segundo céu, onde Satanás e seus anjos e demônios operam. O inimigo tem usado essa ideia errônea, para levar vantagem, pois se nós estamos no primeiro céu, e Deus no terceiro, então nós teremos que atravessar o segundo céu, cheio de trevas, para chegar até Deus. Esse padrão de pensamento nos levou a desistir da ideia de que poderíamos acessar as dimensões celestes.

Algumas pessoas tentaram atravessar o segundo céu, mas foram retaliados, por que tentaram enfrentar um nível maior de autoridade, somente com uma autoridade terrena.

Um nível maior de autoridade

A realidade é diferente. O céu não é linear, e não precisamos atravessar nenhum outro lugar para entrar lá. Aqui novamente está minha representação de como são as dimensões do céu. Se essa é a primeira vez que você está vendo esse diagrama, talvez fosse interessante para você ler mais sobre ele, nos posts anteriores:

Como vimos antes, nós podemos escolher o reino da luz, ou o reino que está em trevas. Essa dimensão terrena está conectada a dimensão espiritual, da qual Deus a criou. De fato só a palavra de Deus que mantém essa dimensão unida.

Ele está nos convidando a entrar nas dimensões celestes, para que possamos trazer um nível maior de autoridade para essa dimensão. Quando fizermos isso, nada nesse mundo ou na atmosfera da terra será capaz de nos deter.

Outros artigos de Freedom ARC
Artigo original (em Inglês)
Outros artigos de Freedom ARC (em Inglês)

Autor: Freedom ARC

Freedom Apostolic Resource Centre, Barnstaple, UK.

3 comentários em “102. Investidura, Sucessão, Entronização, Coroação”

Leave a reply

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.