143. Contemplando e se Tornando

Mike Parsons
com Jeremy Westcott 

Como cristãos, sabemos que Deus vive dentro de nós ( 1 João 4:15 ). Isto é quando abrimos a porta do primeiro amor e permitimos que Ele tenha o primeiro lugar em nossas vidas, que Ele comece a nos transformar de dentro para fora. Nosso espírito pode tomar o devido lugar de autoridade sobre nossas almas e nossos corpos.

Orar em línguas o tempo todo permite que nosso espírito esteja em constante conexão e comunhão com Deus, e experimente um fluxo de revelação do céu.

A terceira coisa que nos ajudará a  construir um espírito forte é esperar no Senhor e ficar quieto.

Fique Quieto

Como mencionei antes, passei por um período nos meus tempos com Deus, no qual não conseguia ver nada, e nada parecia estar acontecendo. Eu achei muito difícil. Eu não achava que eu iria, mas eu fiz. Deus efetivamente me colocou em um lugar onde eu precisava confiar nEle. Pensei que confiava nEle, mas descobri que, na verdade, precisava saber o que estava acontecendo. Então eu tive que entregar isso a Ele, permitir-me descansar em um lugar onde eu não fiz nada além de esperar em Sua presença. Quando fiz isso, depois de algumas semanas, ele começou a se revelar e me mostrar coisas de novo.

Mas aqueles que esperam no Senhor 
renovarão suas forças; 
Montarão asas como águias, 
correrão e não se cansarão, 
andarão e não desmaiarão
(Isaías 40:31).

Ele se torna nossa fonte. Nós atraímos dEle tudo o que precisamos em nossas vidas para cumprir nosso destino nEle.

Fique quieto e saiba que eu sou Deus 
(Salmos 46:10).

Ele quer que saibamos – não em nossa cabeça, mas pelo encontro pessoal com a Sua presença. É isso que o sentido hebraico da palavra “conhecer” é: significa ” encontrar-se intimamente “. Temos que parar de tentar fazer as coisas com nossas próprias forças, mesmo tentando mudar a nós mesmos e, em vez disso, nos entregar a ele. Se lermos essa mesma escritura na Bíblia Amplificada, diz:

Deixe de lutar,                                                                                                             
Não interfira e fique quieto e saiba que eu sou Deus 

(Salmos 46:10 AMP).

Ele nos dará tudo o que precisamos e nos capacitará para fazer tudo o que Ele está nos chamando para fazer.

Contemplando e se tornando

Mas todos nós, com rosto descoberto, refletindo como um espelho a glória do Senhor, somos transformados de glória em glória na mesma imagem, como do Senhor, o Espírito (2 Cor 3:18).

Ao contemplar Jesus, quando olhamos para Deus e esperamos naquele lugar onde toda a nossa atenção está fixada Nele, nos tornamos como aquilo que contemplamos. Sabemos que o reino de Deus é tão próximo de nós quanto a mão diante de nossa face; podemos nos voltar para ele a qualquer momento, podemos ver o que está no reino de Deus e podemos nos tornar a imagem de Jesus. Ou podemos olhar para o que está ao nosso redor, fixar nossos olhos em nossos problemas e dificuldades e nos tornar mais parecidos com eles.

É uma escolha: para o que vamos olhar?

Se olharmos para um espelho, vemos um reflexo de nós mesmos. Mas esta escritura diz que podemos ver a glória do Senhor. Deus quer que nos vejamos como Ele nos vê, nos vemos através dos Seus olhos, para nos vermos como Ele nos criou para sermos: cheios de Sua presença e Sua glória.

À medida que nos concentramos Nele e nos vemos como supostamente somos, Ele nos muda um pouco de cada vez, para que nos tornemos mais semelhantes a Ele. Então, quando realmente olhamos para um espelho, começamos a ver como somos no reino de Deus.

Agora, quando o inimigo olha para nós, dependendo de quão longe essa transformação que temos em relação com Deus, ele vê a luz que está em nós, e desafia a escuridão que ele procura trazer. O que ele pode ver é descrito em Apocalipse, capítulo 1: fogo em nossos olhos e uma espada flamejante saindo de nossa boca – essa é a semelhança de Jesus na qual estamos sendo transformados. Até agora, talvez ele só veja uma vela oscilante, mas quanto mais nos concentramos em Deus, mais esperamos em Sua presença, quanto mais aprendemos a contemplá-Lo, mais a luz começa a brilhar dentro de nós, e mais visível se torna do lado de fora também.

Fixando nossos olhos em Jesus

Fixando nossos olhos em Jesus, o autor e consumador da fé  (Hb 12: 2).

Ao fazermos isso, Ele é quem vai começar a nos mudar. Nossa parte é fixar nossos olhos nEle e não nos distrair; contemplá-lo para que possamos nos tornar como ele.

Se nos concentrarmos nos problemas, os problemas sempre parecem maiores, até que tudo o que podemos ver é o problema, e não podemos ver uma saída. Mas se nos concentrarmos na solução (que é sempre Deus), os problemas parecem menores, até que tudo o que podemos ver é a solução, e nós mudamos.

Pois nada será impossível com Deus  (Lucas 1:37)

Não há situação, nada que nos tenha acontecido no passado, nada agora, e nada em nosso futuro, que Ele não possa mudar se olharmos para Ele. Não há nada que Ele não possa transformar. Nada é impossível. Não há nada que não possamos superar; não há nada que possa nos impedir de cumprir nosso destino, se permitirmos que Ele nos fortaleça. Ele nos fará fortes, quando olhamos para ele.

Tudo posso naquele que me fortalece  (Fp 4:13).

Encorajo-vos a passar algum tempo hoje (e todos os dias), construindo o seu espírito apenas esperando na presença de Deus, e olhando para ele.

Artigo original em Inglês
Outros artigos de Freedom ARC

Página do Facebook: Vida Sobrenatural.
Grupo do Facebook: VIDA SOBRENATURAL (pedir para participar).

142. Sacrifício Vivo (2)

Mike Parsons
com Jeremy Westcott – 

Rogo-vos, pois, irmãos, pelas misericórdias de Deus, que apresenteis o vosso corpo por sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional. E não vos conformeis com este século, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus. (Rom 12:1-2)

A transformação é uma mudança completa e radical, que nos permite-nos experimentar (para descobrir e ter a certeza) qual é a perfeita vontade de Deus para nós (isto é, qual é o nosso destino) e, assim, cumpri-lo.

Apresente-se diariamente

Mas isso envolve sacrifício.

Adoração é rendição. Adoração é obediência. Então chegamos a Jesus, nosso Sumo Sacerdote, e nos apresentamos no altar como um sacrifício vivo. Isso é algo que devemos fazer todos os dias. Nós nos apresentamos a Deus para que Ele possa nos usar, Ele pode nos transformar, Ele pode nos mudar. Não é o sacrifício quem é responsável pela mudança. Nós não temos que nos transformar: nós meramente temos que nos apresentar e Deus fará a mudança.

Assim, pela fé, entramos no Santo Lugar, no tabernáculo celestial, nos reinos celestes. Existe um altar lá. Não o altar de bronze onde Israel costumava oferecer sacrifícios: Jesus foi oferecido naquele altar de uma vez por todas. Em vez disso, chegamos ao altar do incenso. Quando nos entregamos a Deus como um sacrifício vivo, a fragrância de nossas vidas submetidas sobe diante dEle, e Ele a ama.

Tendo, pois, irmãos, ousadia para entrar no santuário, pelo sangue de Jesus… (Heb 10:19)

Por causa do sacrifício e morte de Jesus podemos entrar no Santo Lugar. Não entramos pelo nosso mérito, entramos pelo sangue de Jesus.
O sangue de Jesus, Seu Filho nos purifica de todo pecado. ( 1 João 1:17)

Jesus é nosso Sumo Sacerdote e prepara o sacrifício que nós lhe damos: nossa vida. Temos que nos apresentar a Ele e permitir que Ele lide conosco. Então nós viemos pela fé para nos render. Nós olhamos antes nos detalhes de como o cordeiro sacrificial foi preparado para o sacrifício. É realmente útil entendermos como essas etapas se aplicam a nós. Se você não está familiarizado com isso, por favor, reserve um tempo para ler sobre isso antes de prosseguir.

Click nesse link para ler o outro post: Sacrifício vivo (1).
Ou copie e cole essa linha no Navegador:
https://filhosdeissacar.wordpress.com/sacrificio-vivo-1

Preparando o sacrifício

É uma imagem do que tem quer ser feito a nós. O sacerdote cortava a garganta, drenava o sangue, cortava a cabeça, esfolava, abriu, até a medula da espinha dorsal. Tudo foi aberto diante de Deus. Todos os órgãos internos foram lavados e as pernas cortadas. Então as peças foram colocadas no altar.

Temos que submeter totalmente nossas vidas a Ele, para que Ele faça o que for necessário. Jesus disse, “Se alguém quer vir após mim, a si mesmo se negue, dia a dia tome a sua cruz e siga-me. Pois quem quiser salvar a sua vida perdê-la-á; quem perder a vida por minha causa, esse a salvará.” (Lucas 9:23-24). Nós rendemos nossa vida para Deus, e trocamos a vida Dele pela nossa. Esse é o significado de sacrifício.

Morto, mas vivo

Assim também vós considerai-vos mortos para o pecado, mas vivos para Deus, em Cristo Jesus. Não reine, portanto, o pecado em vosso corpo mortal, de maneira que obedeçais às suas paixões; nem ofereçais cada um os membros do seu corpo ao pecado, como instrumentos de iniqüidade; mas oferecei-vos a Deus, como ressurretos dentre os mortos, e os vossos membros, a Deus, como instrumentos de justiça. (Rom 6:11-13).

Se a carne tem que morrer, como pode ser um sacrifício vivo? É porque a carne morre, mas continuamos vivendo no espírito. Então nossa carne não atrapalha, e os membros de nosso corpo podem ser apresentados como instrumentos de justiça, para que Deus possa nos usar para os propósitos de Seu reino. “Não a minha vontade, mas a sua vontade”, como Jesus disse.

Pois a Palavra que Deus fala é viva e cheia de poder [tornando-a ativa, operante, energizante e eficaz]; é mais afiada do que qualquer espada de dois gumes, penetrando na linha divisória do sopro da vida (alma) e do espírito [imortal], e das juntas e medulas [das partes mais profundas da nossa natureza], expondo e peneirando e analisando e julgando os próprios pensamentos e propósitos do coração (Heb 4:12 AMP).

Estamos permitindo que Deus nos abra e revele as partes mais profundas de nossa natureza, nos limpe, nos purifique e nos restaure; para expor, peneirar, analisar e julgar os próprios pensamentos e propósitos do nosso coração. E porque ele nos ama, Ele nos mudará de dentro para fora, para que sejamos mais semelhantes a Ele.

‘Semelhantemente’

Em nossa caminhada diária, nos entregamos e obedecemos ao que Deus quer fazer em nós. Nós andamos pela fé e não pela vista; de acordo com a Sua vontade e não a nossa, fazendo apenas o que vemos o Pai fazendo. E o Pai em nós é capaz de fazer todas as Suas obras através de nós. É assim que Jesus vive todos os dias, e Ele quer que vivamos todos os dias desse jeito também.Não podemos fazer isso com nossas próprias forças. Nós não podemos fazer isso pela carne. Nós só podemos fazer isso no espírito. Nós temos que nos render.

Então, lhes falou Jesus: Em verdade, em verdade vos digo que o Filho nada pode fazer de si mesmo, senão somente aquilo que vir fazer o Pai; porque tudo o que este fizer, o Filho também semelhantemente o faz. (João 5:19). Se Jesus não podia fazer nada Dele mesmo, quanto menos nós?

Fé do Filho de Deus

Já estou crucificado com Cristo; e vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim; e a vida que agora vivo na carne, vivo-a pela fé do Filho de Deus, o qual me amou, e se entregou a si mesmo por mim. Gálatas 2:20

Quando Jesus estava na cruz, levando o nosso pecado, fomos crucificados com ele. Ele está vivendo em mim, e essa vida é vivida pela fé do Filho de Deus (coloco propositalmente uma tradução que diz “do”: não é nem mesmo minha fé que eu vivo, mas a Sua). Jesus rendeu Sua vida para que pudéssemos ter uma vida plena e abundante. Eu quero encorajá-lo todos os dias a se apresentar como um sacrifício vivo diante de Deus. Entregue-se e permita que Ele o prepare, mude você, transforme você de dentro para fora, para lidar com sua alma para que seu espírito possa fluir na vida de Deus.

Vamos orar, e quero encorajá-lo a estar disposto a negar diariamente a si mesmo e permitir que o Espírito e a vida de Deus fluam através de você, de você e para mudar você.

Todos os dias, apresente-se. Eu faço isso todos os dias; para que todo dia Deus possa me usar.

Pai, eu te agradeço por ter enviado Jesus
Para morrer na cruz por mim
para levar meu pecado, minha doença
e tudo relacionado a minha carne
e morrer no meu lugar.

Eu escolho me render como um sacrifício vivo a Ti,
e permitir que você prepare minha vida
para a vida de Jesus fluir de mim.

Quando eu me render prepare minha vida
para a vida de Jesus fluir de mim.

Quando eu me render prepare minha vida
de modo que tudo que vem da minha natureza
seja transformado
tudo o que veio através da minha criação
seja transformado
tudo o que veio através do trauma
seja transformado
para que eu viva uma vida fluindo no Espírito e no poder de Deus
trazendo o reino de Deus do céu para a terra,
vivendo como uma manifestação de sua presença aqui na terra,
que Sua luz brilhe através de mim.

Eu abro minha vida em rendição a você,
para que você possa fazer o seu trabalho através de mim
e para que eu possa trazer glória para você.

Jesus, como você deu sua vida por mim
Eu escolho dar minha vida a você diariamente
como um sacrifício vivo,
a fim de cumprir o meu destino
e os propósitos de Deus, aqui e agora neste tempo,
para que na eternidade eu possa cumprir
tudo o que você tem para eu fazer lá.

Pai, eu te louvo
Pai, eu te bendigo
Em nome de Jesus
Amém.

Artigo original em Inglês
Outros artigos de Freedom ARC

Página do Facebook: Vida Sobrenatural.
Grupo do Facebook: VIDA SOBRENATURAL (pedir para participar).