148. Aquiete-se e saiba

Mike Parsons
com Jeremy Westcott – 

Na busca de edificar nosso espírito, temos visto o quanto é importante dar a Deus o primeiro amor, o primeiro lugar e a prioridade em nossas vidas, e também como orar e cantar em línguas é uma chave. O terceiro ponto que vamos considerar nesse post e no próximo é sobre esperar no Senhor e se aquietar.

Aquiete-se

Aquietai-vos e sabei que eu sou Deus (Salmo 46:10).

O que significa aquietar-se? Primeiro significa não se mover; parar de fazer o que estivermos fazendo. E então podemos saber que Ele é Deus. Se estamos sempre ‘fazendo’, não estamos permitindo que Ele seja Deus em nossas vidas.

A NVI traduz este verso como “Parem de lutar!” Deus quer que paremos de lutar, e nos rendamos. Precisamos parar de fazer as coisas nas nossas próprias forças e nos submeter a Ele. Se queremos que Deus nos guie em seu caminho e para o destino que Ele preparou para nós, temos que parar de fazer as coisas do nosso jeito.

Confia no SENHOR de todo o teu coração
e não te estribes no teu próprio entendimento.
(Provérbios 3:5)

Ele me faz repousar em pastos verdejantes.
Leva-me para junto das águas de descanso;
refrigera-me a alma.
Guia-me pelas veredas da justiça por amor do seu nome.
(Salmo 23:2-3)

Calma física

Portanto, resta um repouso para o povo de Deus. Porque aquele que entrou no descanso de Deus, também ele mesmo descansou de suas obras, como Deus das suas. Esforcemo-nos, pois, por entrar naquele descanso. (Heb 4:9-11)

Isso requer diligência: temos que buscar ativamente o descanso de Deus, Sua paz. Para cada um de nós há um lugar de descanso que Ele quer que nós entremos. Deus descansou no sétimo dia da criação, e Ele planejou o descanso para nós também. Não descansamos somente a cada sete dias: descansamos todos os dias, porque Ele é nosso descanso. No nosso relacionamento com o Senhor, nós permitimos que Ele trabalhe através de nós para que possamos alcançar nosso destino.

Foco

Portanto, também nós, visto que temos a rodear-nos tão grande nuvem de testemunhas, desembaraçando-nos de todo peso e do pecado que tenazmente nos assedia, corramos, com perseverança, a carreira que nos está proposta, olhando firmemente para o Autor e Consumador da fé, Jesus, o qual, em troca da alegria que lhe estava proposta, suportou a cruz, não fazendo caso da ignomínia, e está assentado à destra do trono de Deus. (Heb 12:1-2)

Essas testemunhas são os homens de linho branco que estão aparecendo em vários lugares do mundo, os santos de outrora que vieram antes de nós. Eles estão nos aplaudindo. Em uma corrida de revezamento 4x400m, os três primeiros corredores não fazem as malas e vão para casa depois de terem completado a volta: eles ficam de pé, torcendo e encorajando o último corredor. Eu acredito que Deus está dizendo que estamos na última etapa, e todas essas pessoas estão nos observando e nos aplaudindo. Conheci alguns deles e eles querem se envolver em nossas vidas e nos ajudar.

” Desembaraçando-nos de todo peso “: se você estiver correndo uma maratona, você não usa uma armadura, a menos que você seja tolo (ou correndo por caridade – as pessoas usam todos os tipos de coisas estranhas quando correm para caridade). Não, você se prepara, você usa um colete de corrida, shorts e sapatos apropriados. Talvez você cubra seu corpo com vaselina por causa do atrito. Você só carrega o essencial. Temos que nos livrar de tudo que pode nos prender e nos impedir de correr efetivamente. Deus quer nos libertar das coisas que estão nos segurando para que possamos correr a corrida. Nós não queremos uma bola e uma corrente ao redor da nossa perna.

” Em troca da alegria que lhe estava proposta “: A alegria que temos diante de nós é a de alcançar nosso destino, assim como Jesus. Cada um de nós tem um destino preparado para cumprir, e há uma corrida a ser executada se quisermos chegar lá. Pode ser 100m ou pode ser 26 milhas: cada competição é de um jeito e exigirá algo diferente de nós.  Todos nós temos uma corrida que Deus preparou e colocou diante de nós. Vamos correr essa corrida? Vamos permitir que Deus nos prepare para isso,  nos treine e nos equipe?

E como vamos correr? Colocando nossos olhos em Jesus. Tiramos nossos olhos de tudo o que nos rodeia, tiramos nossos olhos de nós mesmos e fixamos nossa atenção em Jesus, o autor e consumador de nossa fé. Ele foi o autor de nossa fé morrendo por nós na cruz, para nos libertar, para liberar nosso destino para nós, e Ele também nos capacitará a completar a corrida se mantivermos nossos olhos fixos nEle. Ele fez tudo isso pela alegria que foi colocada diante dEle – e a alegria que foi colocada diante Dele era nós.

Quando ele abraçou a cruz; quando no jardim Ele olhou para dentro de um copo e viu todo o nosso pecado (mesmo assim disse “não seja feita a minha vontade, mas a Tua”); quando Ele levou todo pecado, toda enfermidade sobre Si mesmo, sobre Seu próprio corpo na cruz; quando Ele tomou a punição que nos era devida; Ele passou por tudo isso porque Ele nos ama. Ele fez isso porque quer que entremos em nosso destino e encontremos a alegria; Ele quer que Sua alegria esteja em nós e deseja que nossa alegria seja plena e transbordante.

E depois que Ele fez tudo isso, Ele sentou-se à direita de Deus, acima de toda autoridade no céu e na terra, e Ele quer nos elevar para sentar com Ele naqueles reinos de autoridade também.

Deixe

Não se preocupem com nada, mas em todas as orações peçam a Deus o que vocês precisam e orem sempre com o coração agradecido. E a paz de Deus, que ninguém consegue entender, guardará o coração e a mente de vocês, pois vocês estão unidos com Cristo Jesus. (Fil 4:6-7)

“Nada” e “todas” não deixam muito espaço para argumento. Não precisamos nos preocupar com nada se entregarmos o controle das nossas vidas para Deus e confiarmos que Ele suprirá todas nossas necessidades. Se nos rendermos e pararmos de tentar fazer as coisas sozinhos, Ele fará tudo o que precisamos em nossas vidas.

Seja receptivo

Permanecei em mim, e eu permanecerei em vós. Como não pode o ramo produzir fruto de si mesmo, se não permanecer na videira, assim, nem vós o podeis dar, se não permanecerdes em mim. Eu sou a videira, vós, os ramos. Quem permanece em mim, e eu, nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer. (João 15:4-5)

Permanecer nele fala de um relacionamento. Não podemos produzir frutos de qualquer valor eterno a menos que estejamos conectados à fonte através da Videira (Jesus). Podemos ser um ramo dessa Videira, mas o ramo não fornece o alimento e o suprimento de vida em si mesmo. Se você cortar o ramo, ele morre. A vida é elaborada através das raízes e da planta para produzir a fruta. Fruta em nossas vidas vem do fluxo de ser receptivo à vida de Deus fluindo através de nós. Se queremos cumprir nosso destino, o chamado de Deus em nossas vidas, precisamos permanecer nEle.

Contudo, se o que alguém edifica sobre o fundamento é ouro, prata, pedras preciosas, madeira, feno, palha, manifesta se tornará a obra de cada um… (1 Cor 3:12-13).

Quando o fogo chega, ouro, prata e pedras preciosas sobrevivem. Madeira, feno e palha não. Se fizermos algo fora de Deus e de nosso relacionamento com Ele, isso será queimado e será inútil na eternidade. Confiamos nEle, vivemos Nele, permitimos que Ele viva em nós e assim produzimos o fruto que está alinhado com o nosso destino.

Fluir espontâneo

Nosso espírito precisa fluir com a vida de Deus. Precisamos do fluxo vivo da vida de Deus em nós e fluir de nós para transformar o mundo ao nosso redor. É o Seu espírito e o Seu poder que trará essa transformação, mas Ele escolheu fluir através de nós para que nós a alcancemos.

Quem crer em mim, como diz a Escritura, do seu interior fluirão rios de água viva. (João 7:38)

No próximo post veremos mais sobre o que significa aquietar-se.

Outros artigos de Freedom ARC

Página do Facebook: Vida Sobrenatural.
Grupo do Facebook: VIDA SOBRENATURAL (pedir para participar).

Artigo original em Inglês

147. Sacrifício Vivo (3) – prática

Mike Parsons
com Jeremy Westcott

Pelo exercício

Quem se alimenta de leite ainda é criança, e não tem experiência no ensino da justiça. Mas o alimento sólido é para os adultos, os quais, pelo exercício constante, tornaram-se aptos para discernir tanto o bem quanto o mal. (Hebreus 5:13,14)

Se recebemos revelação, devemos agir de acordo com ela. Tudo o que estamos aprendendo, temos que colocar em prática. As coisas não acontecem automaticamente porque lemos sobre elas uma ou duas vezes. Isso requer exercício. Mas apesar de chamarmos de exercício, é claro que estamos fazendo isso de verdade.

Por exemplo, nos apresentando como um sacrifício vivo. Nós postamos sobre isso em algumas ocasiões: agora vamos praticar (eu faço isso todos os dias). Como parte disso, também praticaremos entrar e sair da presença de Deus.

Eu sugiro que você permaneça, se você puder. Quando entramos, dê um passo à frente; e quando sairmos, dê um passo para trás. É apenas uma pista prática aqui neste reino, um passo de fé em Sua presença. Isso nos lembra que o reino está sempre bem diante de nós e que podemos entrar nele a qualquer momento.

Vamos fazer essa oração todos os dias:

Pai te agradeço porque Você fez um caminho
Para eu entrar na Sua presença

Pela fé eu entro [dê um passo a frente]
Na dimensão da Sua presença
No lugar santo no tabernáculo do Céu

Fico diante do altar de incenso
E me apresento como um sacrifício vivo a Ti
Jesus, meu Sumo Sacerdote.

Hoje, Jesus, eu desejo e escolho
como um ato da minha vontade
abdicar do trono do meu coração.

Eu te peço para crucificar e matar minha carne
Eu escolho negar a mim mesmo, todos os meus direitos
e dar-te a minha vida para ganhar a tua vida.
Eu estou morto para pecar e vivo para a justiça.

Peço-lhe para remover minha cabeça
eu me rendo ao seu senhorio.
Eu escolhi não a minha vontade, mas a sua vontade na minha vida.
Eu desisto do meu direito ao livre arbítrio
e escolhe buscar primeiro o teu reino e a tua justiça.

Eu te peço para me esfolar
e para remover todas as coberturas que coloquei na minha vida.
Remova tudo que eu uso para me tornar aceitável para você e para os outros.
Eu renuncio a todos as obras mortas.
Remova todas as minhas máscaras, pretensões,
defesa e mecanismos de enfrentamento.

Eu peço que você me abra e separe os meus ossos e medula.
Purifique meu coração e seus motivos.
Purifique os pensamentos e intenções do meu coração.
Restaure meu coração
Me dê seus desejos.
Renove minha mente
Cure minhas emoções
e fortaleça minha vontade.

Peço-lhe para remover minhas pernas
Eu rendo meu andar a você
Eu escolho fazer apenas o que vejo o Pai fazendo
Eu escolho andar pela fé e não por vista.

Eu saio do céu … [passo atrás]
de volta a este reino
Eu escolho deixar você fazer suas obras através de mim
ao me tornar um canal para o Seu reino se manifestar
neste mundo ao meu redor.

Outros artigos de Freedom ARC

Página do Facebook: Vida Sobrenatural.
Grupo do Facebook: VIDA SOBRENATURAL (pedir para participar).

Artigo original em Inglês

146. Motivo de grande alegria

Mike Parsons
com Jeremy Westcott – 

Compartilhamos no último post dois diagramas que podem nos ajudar a lidar com nosso comportamento, para que possamos mudar. Aqui está mais um, e listados no lado direito são os passos básicos que tomamos.

 

Perdoe e libere

Seja o que for que nos incomoda, nós perdoamos e liberamos isso. Não nos apegamos a nada, ou acabamos na câmara de tortura, sendo torturados pelo inimigo. Se fizermos isso, não apenas nos sentiremos muito pior, como também continuaremos a repetir os mesmos padrões de comportamento.

Possua

Não podemos mudar a menos que tomemos posse do nosso comportamento. Isso não significa que percamos nossa identidade, significa que reconhecemos o problema e queremos mudá-lo.

Confesse

Se é pecado, nós confessamos isso como pecado. Nós não o vestimos como “meu pequeno problema” ou “essa fraqueza que às vezes tenho”. Nós o chamamos do que é, nos arrependemos e o renunciamos, e Deus nos mudará. Se tentarmos fingir, nada mudará.

Renuncie

“Eu não vou mais agir assim. Eu não vou mais fazer de acordo com essa maneira de pensar. Eu renuncio a isso: vou operar de acordo com os caminhos de Deus.”

Arrependa-se disso

Lembre-se, isso não tem nada a ver com sentir pena ou fazer penitência.  Metanoia é uma mudança de mentalidade, de modo que começamos a pensar em algo da maneira como Deus pensa a respeito. Concentrar-se no problema só o faz parecer maior: nos voltamos e olhamos para Jesus. Ele é a solução, e nos capacitará a mudar.

Medite na verdade

Podemos ter acreditado em um monte de mentiras por causa do nosso passado. Na Freedom, muitas vezes ensinamos sobre “tirar as mentiras da nossa gaveta da verdade”. Mais recentemente nos deparamos com o  LieBusters (Caçadores de mentiras), e recomendamos de todo o coração e endossamos esse ministério.

Nós precisamos saber a verdade. Em última análise, Jesus é a verdade, e Ele nos conduzirá a toda a verdade. Podemos usar algumas das declarações da verdade que sabemos sobre quem somos e meditar nas escrituras que declaram a verdade de nossa identidade em Cristo. Precisamos introduzir a verdade em nossos corações e sermos levados pelo Espírito a ter essa verdade firmemente estabelecida ali.

Martelo Familiar

Se espíritos familiares estão presentes, temos que martelá-los. Toda vez que ouvimos um sussurro em nossa mente que não é Deus, nós o martelamos com a verdade. Nós batemos, levamos para o céu e o destruímos. Nós não queremos ficar ouvindo o inimigo sussurrando em nosso ouvido,  concordando com ele, e então viver de acordo com isso. Temos que nos livrar disso: é preciso algum esforço, mas podemos destruir essas coisas.

 Confissão Positiva

Nós falamos de acordo com o nosso futuro, não com o nosso passado. Nós confessamos positivamente (digamos a mesma coisa) a verdade do que Deus nos diz e sobre nós. Confessamos nossa identidade, quem somos como filhos de Deus. À medida que nos tornamos confiantes nessa identidade, começamos a escolher como moldamos nossa realidade. Isso é o que Deus deseja.

Libertação, Cura

Podemos precisar de libertação, podemos precisar de cura: não temos vergonha de pedir ajuda. Nós não temos que lutar contra tudo isso sozinhos. Algumas coisas podemos superar sozinho, mas podemos sempre pedir a alguém para ficar conosco. Se estamos lutando para superar um problema específico, é melhor pedir ajuda  alguém.

Sim, isso é assustador, e isso significa que temos que confessar, admitir, falar sobre algumas das coisas que tentamos manter escondidas em nossas vidas. Dessa forma devemos encontrar alguém em quem podemos confiar, alguém que nos ama, que está disposto a nos apoiar, e nos ajudar no processo pelo qual estamos passando.

Restauração

Deus quer restaurar todos nós. Ele deseja que nos tornemos semelhantes a Jesus, refletindo a imagem de Deus, demonstrando Seu reino na terra, mas temos que estar dispostos a nos render a Ele e a lidar com nosso próprio coração.

Novas prioridades à frente

Considere tudo isso alegria, meus irmãos, quando você se depara com várias provações, sabendo que o teste da sua fé produz perseverança. E que a perseverança tenha seu resultado perfeito, para que você seja perfeito e completo, sem nada em falta (Tiago 1: 2-4).

Agora você tem uma escolha a fazer. Da próxima vez que você for confrontado ou tiver sentimentos de rejeição, o que vai fazer? Você vai fazer a mesma coisa que sempre fez, ou encará-lo,  e tornar-se diferente superando-o? Trate a prova com alegria, porque a alegria trará a força de Deus para sua vida. Se em vez disso você se opuser ao que Deus está fazendo, você estará lutando contra Deus – e isso nunca é uma boa ideia.

Devemos abraçar o que Deus está fazendo, mudar e crescer através dele. Teremos que nos examinar, e pode não ser tão confortável assim, mas não vamos navegar pela vida sem nos dar conta do que está dentro de nós. Não se trata de olhar para o umbigo, tentando encontrar um problema onde não existe nenhum; mas se um problema surgir, uma situação acontecer, ou quando sabemos que temos um problema em determinada área do nosso pensamento, emoções ou comportamento, temos as ferramentas para lidar com isso e podemos mudar.

Isso requer prática. A mudança duradoura não acontecerá apenas fazendo isso uma vez. Temos que ser consistentes ao aplicar isto: Hebreus 5:14 diz que é com a prática que nós treinamos nossos sentidos para discernir bem e mal.

E então, você está feliz em continuar do jeito que você é? Ou buscará transformação?

Outros artigos de Freedom ARC

Página do Facebook: Vida Sobrenatural.
Grupo do Facebook: VIDA SOBRENATURAL (pedir para participar).

Artigo original em Inglês