154. Cresça Seus Próprios

Mike Parsons 
com Jeremy Westcott  

Em preparando para o nosso destino , precisamos construir nosso espírito . Em várias postagens neste blog, analisamos:

Estamos indo agora para considerar um quarto meio de construir o nosso espírito:

  • Meditando nas palavras de Deus

Meu filho, dê atenção às minhas palavras; 
Incline seus ouvidos para meus ditos. 
Não os deixe afastar-se de sua vista; 
Mantenha-as no meio do seu coração. 
Pois elas são a vida daqueles que as encontram 
E a saúde de todo o seu corpo. 
Vigie seu coração com toda a diligência, 
Para que flua as fontes da vida. 
(Pv 4:20-23)

Porque a palavra de Deus é viva e ativa (Hb 4:12).

Quando Deus fala, Suas palavras estão vivas e têm poder se nos concentrarmos e meditarmos naquilo que Ele diz. Quando permitimos que esse poder nos transforme, podemos viver no poder da palavra que recebemos. Em última análise, a mais completa expressão da Palavra de Deus é o próprio Jesus. Deus fala através de muitos meios, mas a escritura é familiar e é um bom lugar para começar. Ao meditarmos nas escrituras, é como ir de 2D para uma experiência 3D. Ela ganha vida e salta da página. Você se torna parte do que está acontecendo.

Uma imagem pinta mil palavras

Há um ditado, “uma imagem pinta mil palavras”. É por isso que Jesus falou em parábolas. A Bíblia está cheia de histórias e ilustrações que nos permitem não só ouvir as palavras que estão sendo ditas, mas também imaginar e participar do que está acontecendo. Então podemos ter experiências, visões e fotos. Nós podemos ganhar revelação. Podemos experimentar coisas praticamente por nós mesmos. Podemos ver coisas às vezes em adoração, visões de imagens, transes, todo tipo de coisas experienciais em que podemos conhecer a presença de Deus. Você não pode saber algo, no sentido bíblico da palavra, com compreensão intelectual. A palavra “saber” na Bíblia significa “conhecer intimamente, por experiência pessoal”. Você não pode saber o que você não experimentou. Deus quer que recebamos essas revelações.

Armazenar ou destruir

Quando as recebemos, é realmente importante que não passemos por cima delas. Não dizemos apenas: “Eu tive essa imagem, tive esse sonho” e, depois, esqueço deles. Nós anotamos, gravamos, registramos. Então podemos voltar e rever o que vimos, o que Deus disse, e podemos revisitar essas experiências e obter mais revelação e mais compreensão delas.

Na meditação, se você volta sobre algo e continua olhando para ele, tirando a vida dele, isso mostra que você o valoriza. O que você valoriza, seu cérebro armazenará (em vez de rasgá-lo).

Nós não queremos ser apenas consumidores espirituais. Você pode se sentar e ler este blog, assistir a um dos meus clipes do YouTube, até mesmo inscrever-se em Engaging God (Envolver Deus) e permitir que eu lhe ensine algo. Mas você também pode ser um produtor, tomando o que Deus lhe revela, aplicando-o à sua própria vida e produzindo seu próprio fruto.

Posso compartilhar minhas experiências de ir para o céu e ter encontros celestiais com o Pai, com Jesus, os anjos, os homens de linho branco e assim por diante. Tudo isso é muito bom, mas Deus quer que você tenha suas próprias experiências. Eles podem não ser os mesmos que os meus, mas serão seus. Deus não mostra favoritismo. Se você fizer o que eu fiz, você vai conseguir o que eu tenho. Mas você não vai conseguir apenas lendo esses posts ou me ouvindo falar. Você tem que persegui-lo por si mesmo. Você tem que colocar em prática algumas técnicas e princípios básicos; e meditar no que Ele diz para você é um dos mais importantes deles. E meditação não é apenas algo etéreo: você tem que aplicar o que recebe em sua própria vida.

Tomates

É como tomates.

Se você gosta de comer tomates, o que a maioria das pessoas faz é comprar algumas da verdureira ou do supermercado. Isso é ser um consumidor. Alguém faz um grande esforço para cultivá-los, empacotá-los, transportá-los e oferecê-los para você comprar e comer. Mas você pode aprender a cultivar tomates para si mesmo. Você teria que ter sementes para plantar, aprender sobre tipos de solo e composto, transplantar suas mudas, lembrar-se de regar e cuidar delas, garantir que elas recebam a quantidade certa de sol e abrigo, apoiar as plantas em crescimento, podá-las e em breve. Eventualmente, você recebe tomates.

Quando você come um tomate que você cultivou, o gosto dele é bem melhor do que você comprou nas lojas? Tem um gosto maravilhoso. Não há nada como colher frutas e legumes direto do jardim e comê-los. E além de tudo isso, você coloca muito em si e também obtém um senso real de realização. É muito mais trabalho, mas muito mais gratificante.

Busque por si mesmo

Da mesma forma, quando você ouve sobre meu relacionamento com Deus e meus encontros com o Espírito Santo, isso pode te beneficiar, e você pode ser abençoado ao ouvir sobre eles. Mas talvez ouvir sobre minhas experiências crie um desejo em você por algo, para que você vá embora e busque esse relacionamento e essas experiências por si mesmo. E isso, posso prometer-lhe, abençoá-lo e beneficiá-lo em outro nível.

Esteja disposto a se apossar da verdade das palavras de Deus para você. Passe tempo em Sua presença. Aprenda a meditar nas escrituras e nas palavras ou revelações proféticas que você recebeu. Aprenda a falar em línguas, dentro e fora. Construa seu espírito para que você possa encontrar Deus por si mesmo dessa maneira. Então você terá em primeira mão o conhecimento da revelação de Deus como Pai, de Jesus como amigo, do Espírito Santo como guia.

Se você planta uma semente e simplesmente a deixa, é verdade que você pode obter alguma fruta dela. Mas é provável que seja uma planta muito mais saudável e mais frutífera se você cuidar dela e regá-la. O desejo de Deus é que aprendamos a viver do fruto do nosso relacionamento com Ele, e quando comemos, nos transforma e nos capacita.

Não é instantâneo nem automático. Mas se estivermos dispostos a nos esforçar, Deus está disposto a revelar-se a nós de maneiras mais profundas e íntimas.

Outros artigos de Freedom ARC

Página do Facebook: Vida Sobrenatural.
Grupo do Facebook: VIDA SOBRENATURAL (pedir para participar).

Artigo original em Inglês

153. Vos chamei amigos

Mike Parsons 
com Jeremy Westcott

Há um período de treinamento pelo qual temos que passar para nos sentarmos no assento de repouso, no lugar do governo e para trazer a autoridade do reino à nossa vida. Temos primeiro que abandonar o controle de nossas vidas e aprender a ser servos e mordomos. Mas além disso, Deus quer que nós façamos amizade. Em todo esse processo, estamos gradualmente conhecendo os caminhos de Deus (Zc 3:7).

Amigos

Os amigos desfrutam de uma medida de revelação que mordomos e servos não fazem. Ser amigo de Deus vem por meio do relacionamento, mas também acontece por meio da obediência, como veremos.

Maior amor não tem ninguém do que isso, que alguém entregue sua vida por seus amigos. Vocês são meus amigos, se fizerem o que eu te ordeno (João 15: 13-14).

Quando nos rendemos, Ele é capaz de nos levar a um lugar de intimidade e comunhão e revelação, onde Ele nos revela as coisas.

Já não vos chamo servos, porque o servo não sabe o que o seu senhor está fazendo; mas vos chamei amigos, porque tudo o que ouvi de meu Pai vos tornei conhecido (Jo 15:15).

Ele quer nos confiar conhecimento e revelação. Isso nos dará uma vantagem no mundo ao nosso redor e teremos o favor de Deus sobre nós. Por causa de nossa fidelidade como servos e mordomos, Ele agora confia em nós com aqueles segredos íntimos que Ele quer compartilhar conosco.

Jesus é senhor. Nós aprendemos como ser um servo e fazer as obras de Deus. Ele então começa a nos confiar como mordomos com mais recursos e responsabilidade. Ele compartilha seu coração conosco quando nos tornamos amigos. Nós começamos a aprender os caminhos de Deus. Nós nos envolvemos com o Espírito Santo e aprendemos a reconhecer Sua voz e a aprender as coisas do Espírito. O Espírito Santo está lá para nos levar a Jesus. Ele não se promove, mas nos leva a Jesus. Jesus se torna mais elevado em nossas vidas.

Senhores

Jesus é o Senhor dos senhores e nós somos os senhores de quem Ele é o Senhor. Ele nos capacita a sermos senhores que governam com autoridade e poder, e começamos a administrar os princípios do reino.

Reis

Jesus também é o Rei dos reis, então entendemos que quando Jesus nos leva a uma revelação de autoridade ainda mais elevada, nós nos tornamos reis. Um rei tem uma autoridade maior e mais ampla que um senhor. Em vez de simplesmente administrar as leis, os reis podem fazê-las. É quando podemos ‘governar a casa’ (Zc 3).

Filhos

Mas Jesus, por sua vez, não quer que permaneçamos em relação com Ele, então Ele sempre nos leva ao Pai. Quando entramos nesse relacionamento com o Pai, podemos operar como filhos. Os filhos operam em um nível totalmente diferente de autoridade e poder do que os senhores e reis.

Este é um processo e uma jornada de treinamento que tudo começa com a rendição. Eu só posso me tornar um filho se eu me tornar um servo. Estou disposto?

Deus está procurando por essa entrega para que possamos julgar as cortes do céu e operar no tipo de autoridade com que a maioria de nós nunca sonhou. Por causa das tempestades que estão vindo no mundo, Deus quer um povo que possa viver dos olhos da tempestade em autoridade e poder como senhores, reis e filhos. Ele deseja um povo que possa administrar o reino de Deus na terra como no céu.

Equipando

Quando a autoridade do reino entra em nossas vidas, podemos ordenar que as coisas ao nosso redor estejam sujeitas ao domínio do reino de Deus. Nós temos autoridade para mudar as coisas para que elas se aproximem dos propósitos de Deus para nossa vida.

Precisamos nos alinhar com o desejo de Deus, nos engajar nos propósitos de Deus e nos separar para nos rendermos ao Seu Senhorio. Ao nos rendermos ao Seu governo em nossas vidas, recebemos o equipamento dele por dentro. Isso nos permite engajar coisas externas para que elas mudem e assumam o reflexo da autoridade interna do reino de Deus dentro de nós. Então podemos entrar no caos e transformá-lo, trazendo paz e ordem, assim como Jesus fez.

Entre, saia

Terminaremos hoje, entrando na presença de Deus e nos comprometendo com Ele, dando um passo atrás, como aprendemos a fazer. Precisamos praticar entrando e saindo da presença de Deus. Isso não é apenas para orações corporativas: em nosso tempo íntimo com Ele, podemos aprender como intervir e orar assim sobre coisas particulares em nossas próprias vidas, e então sairmos trazendo respostas do céu.

Se você quiser chegar àquele lugar de entrega do qual este processo começa, então eu o encorajaria a encontrar um lugar onde você possa ficar, e será capaz de dar um passo à frente. Então, enquanto falamos essas palavras juntas, praticaremos entrando no assento de descanso.

Pai, eu te agradeço por ter feito um caminho para eu entrar em sua presença. 
Pela fé eu passo [dê  um passo adiante]
para o reino da Sua presença 

e peço que me perdoe por não me render completamente 
ao governo absoluto do Seu reino na minha vida. 
Jesus, hoje eu voluntariamente e com desejo, 
renuncio do trono do meu coração 
para que você venha e se sente como Senhor e Rei; 
como senhor dos senhores e rei dos reis sobre a minha vida

Eu entrego meu lugar de descanso,
o trono da montanha 

com seu domínio e governo,
em Suas mãos. 

Eu te dou as chaves do meu coração. 
Eu te dou as chaves para todas as portas do meu espírito, alma e corpo.

Hoje, pela fé, te agradeço
porque você está sentado no trono da minha vida como Senhor.

Treine-me, Jesus,  
para que eu possa me render ao seu Senhorio 
e chegar a esse lugar de maturidade 
para assumir a responsabilidade pela sede do governo em minha vida como um senhor

Agora, Senhor, eu passo para trás [dê um passo atrás] 
para esta dimensão terrena, 
te levando a este reino 
para me ensinar como administrar seu governo do reino 
ao mundo ao meu redor.

Amém.

Ao nos rendermos ao Seu senhorio, Ele nos treinará para sermos senhores, reis e filhos que trarão plenamente a manifestação de Seu reino como é no céu na terra através de nossas vidas.

Outros artigos de Freedom ARC

Página do Facebook: Vida Sobrenatural.
Grupo do Facebook: VIDA SOBRENATURAL (pedir para participar).

Artigo original em Inglês