O inimigo está desarmado e vulnerável

Mike Parsons
com Jeremy Westcott

Quando o povo de Israel finalmente atravessou o Jordão, sob a liderança de Josué, e começou a ocupar a terra que Deus havia lhe dado, Calebe disse para Josué: ‘Agora me dê essa região montanhosa que o SENHOR me prometeu quando os meus companheiros e eu demos o relatório. Naquele tempo dissemos a você que os gigantes anaquins estavam lá, morando em grandes cidades cercadas de muralhas. Se o SENHOR estiver comigo, eu os expulsarei, como ele prometeu.’ (Josué 14:12).

No último post falamos sobre os montes, e o quê eles representam nas escrituras. Aqui novamente, a região montanhosa fala de uma dimensão mais alta. Calebe está falando acerca de se mover numa autoridade maior que Deus tinha prometido a ele, e que Moisés também havia prometido. Ele estava entrando na Terra Prometida, que simbolicamente representa lugares de autoridade espiritual. Havia gigantes vivendo nesses lugares de autoridade, em cidades fortificadas, que representam governo. Para Calebe e Josué, a Terra Prometida não era apenas um lugar físico, uma área geográfica, mas também era representava uma questão de autoridade espiritual, para ser exercida no natural.

Os Anaquins (ou filhos de Anaque) que vemos aqui fazem parte dos Nefilins. Eles se levantam contra os propósitos de Deus, e tem que ser tirados do lugar de autoridade que eles ocupam. Também vimos ali gigantes, os descendentes de Anaque. Perto deles nós nos sentíamos tão pequenos como gafanhotos; e, para eles, também parecíamos gafanhotos (Nm 13:33).

Gigantes nos lugares celestiais

Os Nefilins eram gigantes (Gen 6:4). Quando os anjos caídos cobriram mulheres humanas com sua sombra houve uma mutação genética de DNA. Sendo assim as figuras mitológicas gregas e romanas, como Hércules, por exemplo, são baseadas nas histórias dos nefilins antes do dilúvio.Esses nefilins não tinham espírito humano, então quando eles morreram (o que aconteceu no dilúvio) seus espíritos se tornaram os gigantes que governam nas regiões celestes. Da mesma forma, os dinossauros foram um produto anterior das tentativas de Satanás governar a terra através de criaturas que tinham seu DNA reptiliano. E quando eles morreram, eles se tornaram os dragões que também governam nas regiões celestes.

Naquele dia, o SENHOR pegará a espada, a sua espada enorme, forte e pesada, e ferirá o monstro Leviatã, a serpente que se torce e se enrola; o SENHOR matará o monstro que vive no mar (Isa 27:1). Essa é uma figura da semente de Satanás, que vive no mar (que aqui representa a terra). Leviatã e dragões são seres demoníacos que são formados conforme a imagem de Satanás.

O enorme dragão foi lançado fora do céu. Ele é aquela velha cobra, chamada Diabo ou Satanás, que leva todas as pessoas do mundo a pecar. Ele foi jogado sobre a terra, e os seus anjos também foram jogados junto com ele (Ap 12:9). Então há anjos caídos também, um terço do exército do céu, e são parte desse modelo de rebelião e governo.

Nós temos autoridade agora

…nos quais andastes outrora, segundo o curso deste mundo, segundo o príncipe da potestade do ar, do espírito que agora atua nos filhos da desobediência (Eph 2:2). Essa passagem fala de três níveis da atmosfera da terra. E se refere a Satanás como o príncipe da potestade do ar, que tem autoridade naquela dimensão.

A palavra chave aqui é ‘outrora’. Isso significa que você costumava andar segundo o curso desse mundo, mas não anda mais. Agora Satanás não tem autoridade, a não ser sobre os ‘filhos da desobediência’. ‘Os filhos da obediência’ não estão sujeitos a Satanás como o príncipe da potestade do ar; na verdade nós é que temos autoridade naquela dimensão.

Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para poderdes ficar firmes contra as ciladas do diabo; porque a nossa luta não é contra o sangue e a carne, e sim contra os principados e potestades, contra os dominadores deste mundo tenebroso, contra as forças espirituais do mal, nas regiões celestes. (Ef 6:11-12).

Há lugares celestiais de onde essas forças espirituais exercem autoridade sobre esta dimensão, e precisamos lidar com elas. Nossa luta não é contra pessoas na terra, nosso papel é ministrar na vida delas e libertá-las da influência das coisas que estão acontecendo nas regiões celestes. Para fazer isso de maneira eficaz, precisamos ter autoridade nos céus para vencer as forças espirituais da maldade, que estão prejudicando a vida das pessoas.  Nós podemos ir lá e obter essa autoridade, delegada a nós por Deus.

O propósito eterno de Deus

Porque eu estou bem certo de que nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as coisas do presente, nem do porvir, nem os poderes, nem a altura, nem a profundidade, nem qualquer outra criatura poderá separar-nos do amor de Deus, que está em Cristo Jesus, nosso Senhor. (Rom 8:38-39) Todas essas coisas são reais, mas nenhuma delas pode nos separar dos propósitos de Deus.

…para que, pela igreja, a multiforme sabedoria de Deus se torne conhecida, agora, dos principados e potestades nos lugares celestiais, segundo o eterno propósito que estabeleceu em Cristo Jesus, nosso Senhor, pelo qual temos ousadia e acesso com confiança, mediante a fé nele (Ef 3:10-12). Temos que levar a sabedoria de Deus e a autoridade do reino para essas dimensões. Essa é a nossa tarefa como povo de Deus. E podemos entrar com confiança nesses lugares celestiais pela fé no Senhor.

Criado por Ele, e para Ele

Pois, nele, foram criadas todas as coisas, nos céus e sobre a terra, as visíveis e as invisíveis, sejam tronos, sejam soberanias, quer principados, quer potestades. Tudo foi criado por meio dele e para ele (Col 1:16) Todas essas dimensões foram criadas por Jesus, mas foram criadas para Ele, e não para as forças que hoje as ocupam. À medida que as tomamos de volta, podemos entregá-las para o Senhor, e submetê-las ao governo e senhorio Dele.

C.S. Lewis viu essas coisas, e você pode ver que há muitas analogias a elas nas Crônicas de Nárnia.

O inimigo está disarmado e vulnerável

E, tendo despojado os poderes e as autoridades, fez deles um espetáculo público, triunfando sobre eles na cruz. (Col 2:15)

Isto é algo tremendo para nós. Na cruz, Jesus desarmou aqueles principados e potestades. Nosso papel é tomar de volta os lugares de autoridade, de onde eles estão operando. Eles estão vulneráveis agora, então podemos ir e lidar com eles.

Quando um homem forte e bem armado guarda a sua própria casa, tudo o que ele tem está seguro. Mas, quando um homem mais forte o ataca e vence, leva todas as armas em que o outro confiava e reparte tudo o que tomou dele. (Lucas 11:21-22).

Ninguém pode entrar na casa de um homem forte e roubar os seus bens, sem primeiro amarrá-lo. Somente assim essa pessoa poderá levar as coisas que ele tem em casa. (Mat 12:29).

Satanás é o homem forte dessa história que Jesus contou, o qual tinha possessões, que estavam guardadas, e seguras.  O homem mais forte que derrotou Satanás é Jesus. Jesus tirou de Satanás toda armadura, armas, e tudo em que ele confiava para defender suas posses.  Dessa forma, agora Jesus pode repartir o despojo.

Despoje a sala do troféu de Satanás

A sala do troféu de Satanás está debaixo da terra, e é o lugar onde tudo o que foi roubado da igreja está armazenado. Bênçãos, autoridade, poder, rolos, mandatos, armas, provisões – está tudo lá. Está guardado, mas temos em nós o poder para vencer. Podemos recuperar todas as coisas que têm sido roubadas de nós por gerações.

Nós costumávamos cantar uma canção que dizia: ‘Eu fui no terreno do inimigo e eu tomei tudo que me roubou’. Há coisas que deveriam ser nossas, que podem ser restituídas a nós, poços que foram entulhados, podem ser desentulhados. Mas somente se reconhecermos que somos mais fortes, e se governarmos nas dimensões dos céus com autoridade e poder.

Quando fizermos isso, poderemos recuperar tudo o que foi roubado.

Outros artigos de Freedom ARC
Artigo original (em Inglês)
Outros artigos de Freedom ARC (em Inglês)
Anúncios

Guerra contra a semente

Mike Parsons
com Jeremy Westcott – 

Quando Satanás caiu, ele estava tentado derrubar o plano eterno de Deus de que o Homem herdaria os céus. Ele queria aquela posição de governo para ele prórprio.

guerra-espiritual

 

Aqui está um diagram que eu uso quando ensino sobre batalha espiritual na Freedom Church: a escrita está um pouco pequena para ler, mas se você clicar com o botão direito do mouse na imagem, ela irá abrir maior em outra janela.

Tempo e Eternidade

Do lado esquerdo você vê eternidade, o cenário de Gênesis 1:1, ou antes que houvesse tempo, se você preferir. Deus criou a terra para ser habitada, no entanto, como vimos anteriormente, Lúcifer se rebelou e foi lançado na terra, onde trouxe o julgamento de Deus sobre ela no primeiro dilúvio.

Do lado direito, você encontrará Gênesis 1:2. Dentro do parêntese do tempo, agora. A terra está sem forma e vazia. Deus começa de novo, recriando a terra. Quanto tempo há entre os versos 1 e 2? Não temos ideia. Nem sabemos qual foi o intervalo de tempo entre os versos 2 e 3. Poderia ter sido milésimos de segundos, ou talvez 14 bilhões de anos. Nós não sabemos.

A Queda do Homem

Então vem a semana da (re-)criação, e logo em seguida a história da queda de Adão, e como Satanás atrai Adão e Eva, oferecendo a única coisa que ele tinha para negociar: informação. Ele oferece a eles a oportunidade de serem iguais a Deus, mas sem Deus. A oportunidade de ter conhecimento, sem Deus. Para governar, sem Deus (mais tarde ele tentaria a mesma coisa com Jesus no deserto). Essa é a base do humanismo.

A negociação da semente

Ele lhes ofereceu informação em troca de alguma coisa. Eles não fizeram negócio ao comer um pedaço do fruto de uma árvore – quando olhamos o original em aramaico, vemos que essa é uma linguagem simbólica. Satanás os cobriu com sua sombra, e pegou o DNA deles. Ele sabia que DNA seria a única coisa que poderia herdar os céus.

Como agora ele tinha DNA, ele produz uma semente. Isso pode soar estranho, mas está nas escrituras. Em Gênesis 3:14-15 encontramos a primeira profecia que fala da vinda de um Messias, um redentor, e no verso 15 lemos sobre a semente de Satanás: “E porei inimizade entre ti e a mulher e entre a tua semente e a sua semente; esta te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o calcanhar.” Deus está falando com Satanás e diz, “a tua semente e a sua semente”. Está bem claro que Satanás tem semente.

Guerra das sementes

E foi assim que ele conseguiu a semente. Caim e Abel eram gêmeos, mas possuíam pais diferentes. O pai de Abel era Adão, e seu DNA era para produzir o que é chamado de “semente da mulher”. Todavia, Abel foi morto por Caim, sendo assim Deus teve que restituir essa linhagem através de Sete, pois o pai de Caim era Satanás. Esse período, então, pode ser visto como a guerra das sementes. E nesse período a semente de Caim fez de tudo para dominar.

Contaminação da Semente

Então, nos tempos de Noé, aparecem os anjos caídos – Ben Elohim (filhos de Deus) – que caíram na terra, deixando o lugar que lhes era destinado (Judas 1:6). Eles fazem com as mulheres humanas, algo semelhante ao que Satanás havia feito, cobrem elas com sua sombra (isso não se refere a sexo, mas sim lançar sombras no DNA delas) para produzir uma raça de gigantes chamados de Nefilins. A batalha espiritual se tornou intensa. Havia uma luta pela pureza da semente. O julgamento vem novamente com dilúvio, mas Deus preserva a semente da mulher.

Jesus a Semente

Nós sabemos que Jesus é a semente que viria, aquele que pisaria na cabeça de Satanás (mesmo que o calcanhar Dele fosse ferido pela serpente). Satanás não sabia disso, então tentou de todas as maneiras, impedir o cumprimento dessa profecia, eliminando ou corrompendo a semente antes que aquilo pudesse acontecer.

Abraão e sua semente

Lembre-se da aliança que Deus fez com Abraão, era uma aliança com ele e ‘sua semente’(Gal 3:16). Durante todo período do Antigo Testamento, Satanás fez de tudo para tentar frustrar o plano de Deus, desde genocídio promovido por Faraó até a matança dos inocentes ordenada por Herodes. Ele queria de todas as maneiras impedir o cumprimento da palavra de Deus em Gênesis 3:15. Até mesmo quando Jesus estava pronto para começar Seu ministério, como mencionei anteriormente, no deserto Satanás tentou impedir Jesus de cumprir Seu destino.

O cumprimento da Profecia

Ele havia pensado que a cruz seria o seu momento de triunfo. Até que descobriu que, apesar de todo seu esforço, tudo o que ele havia feito contribuiu com o eterno propósito de Deus, e cooperou com o prometido golpe esmagador em sua própria cabeça.

Outros artigos de Freedom ARC
Artigo original (em Inglês)

Características da Geração de Josué (#31-35)

A geração de Josué será exterminadora de gigantes (caracteristica #35)

Mike Parsons
com Jeremy Westcott

Estamos quase chegando ao fim desta série observando a geração que irá possuir tudo o que Deus prometeu, será precursora e irá inspirar outros a fazerem o mesmo.

  1. A geração de Josué será implacável para perseguir e erradicar o inimigo.

Novamente, não estamos falando de luta contra a carne ou sangue, mas sim contra as forças espirituais do mal. Não podemos nos omitir nessa guerra. Nem podemos conviver com as forces das trevas, ou dividir nossos tronos com nossos inimigos. Temos quer ser implacáveis. Precisamos destruí-los.

Josué tomou todas essas cidades e os seus reis. Matou todos, conforme a ordem de Moisés, servo do SENHOR… O SENHOR Deus fez com que os moradores dessas cidades teimassem em lutar contra o povo de Israel, para que, assim, fossem completamente destruídos e mortos sem dó nem piedade. O SENHOR havia ordenado isso a Moisés. (Josué 11:12, 20)

Essa é uma figura de algo que eles fizeram na dimensão terrena, mas que nós temos que fazer nas regiões celestes. Quando fizermos isso, receberemos autoridade nessa dimensão, autoridade para governar.

  1. A geração de Josué assegurará que todas as ordens de Deus sejam cumpridas.

Nós precisamos ser fiéis em guardar e obedecer aos mandamentos do Senhor cuidadosamente. Temos que perseverar.

O SENHOR tinha dado essas ordens ao seu servo Moisés; Moisés as deu a Josué, e Josué obedeceu. Ele fez tudo o que o SENHOR havia mandado Moisés fazer. (Josué 11:15).

Nós temos que obedecer a palavra de Deus. Para que possamos fazer tudo o que o Senhor mandou, temos que conhecer os mandamentos de Dele. Esse conhecimento, porém, vai além de um conhecimento intelectual. Precisamos ler a palavra de Deus, e então entrar na dimensão do céu para receber revelação sobre o que lemos, e trazer essa revelação de volta e aplica-la aqui.

  1. A geração de Josué levará a próxima geração a entrar na plenitude da herança e ao descanso.

Como o SENHOR havia ordenado a Moisés, Josué tomou a terra e a deu aos israelitas para ser propriedade deles. Ele dividiu a terra e deu uma parte a cada tribo. E assim a guerra acabou. (Josué 11:23)

Ele conquistou toda terra que foi prometida. Aquele momento deveria ter sido o ponto de partida para que eles conquistassem o resto do mundo, e o abençoasse. Lembre-se, a Abraão foi dado o mundo inteiro como sua herança, não apenas um minúsculo pedaço de terra no Oriente Médio. Por esta razão, a partir daquele lugar eles deveriam encher a terra, mas eles nunca fizeram isso. Sendo assim o reino foi tirado deles e dado a pessoas que irão. Jesus disse que a Ele foi dada toda autoridade no céu e na terra, e que seus seguidores iriam e discipulariam  as nações. Essa autoridade é a mesma no céu e na terra: é a autoridade dada no céu para ser executada na terra.

Esta escritura diz que eles tiveram descanso. Em um dos meus encontros face a face com Jesus, Ele me levou e me mostrou o assento (ou lugar) de descanso, e o que significa entrar no descanso. Ele me ensinou sobre Mateus 11 e sobre Hebreus 4.Tudo o quê fazemos deve vir do descanso, ou seja, da paz, da abundância, sem luta ou esforço; sem pesar e sem carregar fardos na nossa própria força. Quando fazemos as coisas no descanso, fazemos com a força do Senhor e não com a nossa.

Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, porque sou manso e humilde de coração; e achareis descanso para a vossa alma. (Mateus 11:29 RA)

The word translated ‘gentleness’ here is the word for a stallion under complete control, a wild stallion which has been broken and has a bit in its mouth, so that whoever rides it is able to control it. That is like us, knowing that we are a wild stallion, empowered with authority, but totally submitted like Jesus was to the Father: ‘I only do the will of Him who sent Me’ (see John 4:34 and 6:38).

A palavra traduzida aqui como “mansidão” é a mesma usada para um cavalo selvagem que foi amansado e que tem um freio na boca, para que qualquer um que o cavalgue consiga controlá-lo. Assim somos nós, como cavalos selvagens, cheios de autoridade, mas totalmente submissos da mesma forma que Jesus foi submisso ao Pai: “Eu apenas farei a vontade do meu Pai que me enviou” (veja João 4:34 e 6:38).

Falsa humildade é orgulho disfarçado, dizendo “Eu não sou bom, não tenho nada para oferecer”. A verdadeira humildade diz “Eu sou um filho de Deus, sentado nas regiões celestiais. Tenho autoridade e poder. E escolho submeter essa autoridade e poder ao Senhor para fazer somente aquilo que eu ver o Pai fazendo.”

Quando você se rende completamente, submetendo tudo ao Senhor, você entra num lugar de descanso.

  1. A geração de Josué terá força sobrenatural para guerra.

Eles serão como Calebe, que aos 85 anos ainda tinha força para entrar na terra e lutar.

Então vamos entender que nada disso é a respeito de idade, mas sim a respeito de quem somos e como estamos no espírito. Não importa nossa idade, no espírito podemos ter força para governar e conquistar.

E, ainda hoje, estou tão forte como no dia em que Moisés me enviou; qual a minha força então era, tal é agora a minha força, para a guerra, e para sair, e para entrar. Agora, pois, dá-me este monte de que o SENHOR falou aquele dia; pois, naquele dia, tu ouviste que os anaquins estão ali, grandes e fortes cidades há ali; porventura, o SENHOR será comigo, para os expelir, como o Senhor disse. (Josué 14:11-12 RC).

Calebe e Josué, como vimos na característica #7, tinham neles um espírito diferente, tinham atitude, estavam preparados para governar, e tinham autoridade e poder.

Quero perguntar-lhe algo: quando Calebe fala sobre sair e entrar, de onde você acha que ele estava saindo e entrando? Era das dimensões celestes, pois era de lá que sua força vinha. Se você subir (aos céus) e descer, você será capaz de seguir em frente, como vimos antes.

Uma das coisas que realmente gosto a respeito de Calebe é onde ele foi quando saiu para guerrear: para as montanhas! “Dá-me este monte”. Porque nos montes, nas montanhas, (entendemos que se trata de um lugar de autoridade) era onde os gigantes estavam. Ele não foi para lugares fáceis, onde quase não haveria guerra.

  1. A geração de Josué será exterminadora de gigantes, e precursora para a próxima geração.

Tenho uma espada que me capacita destruir e cortar a cabeça de gigantes. Cada um de nós tem que ser um matador de gigantes. Todos vocês têm gigantes que estão ocupando os seus tronos nas regiões celestes – a não ser que vocês tenham ido lá e tirado eles. Você tem que despojar o inimigo para que você possa receber sua herança. Isso é feito nas regiões celestes, e quando você destrona o inimigo na dimensão espiritual, você recebe sua herança na terra.

Como precursores nosso papel é esse. Temos que tomar nosso lugar de autoridade. Isso não pode ficar apenas na teoria, tem que ser uma experiência real para nós, se quisermos conduzir outros para fazer o mesmo.

Eu só posso falar sobre matar gigantes, porque já matei um. Antes eu não poderia falar sobre isso, pois não tinha experiência. Não vou falar a vocês sobre teoria, só vou falar a respeito de coisas que fiz e sobre lugares que fui, assim vocês poderão fazer o mesmo. E se você for a lugares que eu não fui, e fizer coisas que não fiz, você poderá testemunhar a nós para que possamos ter a mesma experiência. Pois é assim que o testemunho funciona: ele abre as portas para que outros possam experimentar o mesmo. E dessa forma vencemos pela palavra do nosso testemunho.

Calebe expulsou dali os três filhos de Anaque, isto é, Sesai, Aimã e Talmai. (Joshua 15:14)

Há 9 raças de gigantes, que surgiram da atividade de anjos caídos que não permaneceram no lugar que lhes era devido, como lemos em Judas. Os Nefilins não possuíam espírito humano, então quando morreram foram para as regiões celestes, onde ocuparam montanhas e tronos.

Se quisermos tomar posse do nosso lugar de autoridade, temos que matar gigantes. E se quisermos receber nossa herança completa precisamos matar dragões também, porque se formos às regiões celestes vamos nos deparar com eles também. Eu sei isso tudo pode parecer estranho, mas eu já vi, então posso falar sobre isso. Cabe a você determinar o quê você vai fazer com isso, eu sugiro que você pergunte a Deus sobre isso e peça para Ele te mostrar.

Dragões são outra tentativa de Satanás de manipular o DNA.

No jardim, o fruto não se referia simplesmente a comer o fruto de uma árvore. Esse comer o fruto estava relacionado à mistura de DNA. Satanás envolveu Eva com sua sombra, e dessa maneira Caim foi concebido com um material genético diferente de Abel. Por isso Caim matou Abel, para acabar com a linhagem de Adão, e assim a linhagem reptiliana encheria a terra.

O DNA é importante, porque somente o DNA poderia ocupar as dimensões dos céus e receber herança. Dessa forma Satanás precisava de DNA. Na primeira criação, ele já havia tentado manipular o DNA, e contaminou a linhagem dos dinossauros com a semente reptiliana. Quando os dinossauros morreram, seus espíritos se tornaram dragões nas regiões celestes.

Os dragões ocupam nossa herança, e impedem a chegada da provisão e a da benção de Deus nas nossas vidas. Por esta razão precisamos enfrentá-los. Temos que cortar a cabeça e a cauda desses dragões, e abri-los para tirar da barriga deles tudo que eles pegaram de nós: nossos pergaminhos, e tudo o que o Senhor planejou para nós.

Precisamos matar os gigantes para assumirmos nosso lugar de autoridade; e temos que matar os dragões para receber nossa herança.

Outros artigos de Freedom ARC

Artigo original (em Inglês)

Características da Geração de Josué (#11-15)

Mike Parsons

portA Geração de Josué são aqueles que entrarão na terra prometida e capacitarão outros a entrar também. Até agora vimos 10 características dessa geração, e iremos falar sobre muitas outras (então se você é novo nesse blog, seria melhor dar uma olhada nos posts anteriores, para que você possa receber uma revelação mais ampla sobre esse assunto).

  1. A Geração de Josué será equipada para capacitar a próxima geração a possuir a terra.

“O seu ajudante, Josué, filho de Num, é que vai entrar. Anime-o, pois ele vai comandar o povo de Israel na conquista da terra”(Deut 1:38).

Nós temos que levar outros para possuir a herança. Precisamos treinar e discipular no sobrenatural a geração que será salva (e serão os futuros trabalhadores na seara), para que eles se sintam encorajados a conquistar a Terra Prometida. Temos que nos esforçar para que eles recebam a plenitude da herança que o Senhor reservou para eles.

  1. A Geração de Josué será testemunha do maravilhoso derramar do poder de Deus.

Nos últimos anos temos visto um número cada vez maior de milagres, sinais e maravilhas. Tudo isso, porém é só uma pequena amostra do que está por vir.

Não tenham medo deles, pois o SENHOR, seu Deus, combaterá por vocês… Ó SENHOR, meu Deus, eu sei que começaste a mostrar a tua grandeza e o teu poder a mim, teu servo. Pois não existe outro deus no céu ou na terra que possa fazer coisas tão grandes e maravilhosas como tu tens feito! (Deut 3:22, 24).

Toda manifestação do sobrenatural que não provem do Espírito Santo é apenas uma mera imitação, que não pode se comparar a verdadeira autoridade e poder do Deus Todo Poderoso. Assim como Elias fez com os profetas de Baal, haverá no nosso meio aqueles que desafiarão as forças das trevas e as pessoas que operam sinais sobrenaturais usando o ocultismo ou a Nova Era, e mandarão descer fogo do céu, para mostrar quem é o Deus verdadeiro. Da mesma forma como nosso Deus venceu, também venceremos e mostraremos o verdadeiro poder e autoridade espiritual. Será tremendo!

Para que você vença é necessário não desprezar o dia dos pequenos começos. Cada experiência que você teve foi um treinamento para aquilo que está por vir. Portanto, lembre-se daquilo que você já fez para dar um passo de confiança, e fortaleça sua fé com as coisas que você já viu.

  1. A Geração de Josué será forte e corajosa.

Se nós precisaremos ser fortes e corajosos é porque há algo a temer ou para ser derrotado. Em nossa caminhada descobriremos que nós também temos que vencer gigantes, que exercem autoridade nos lugares celestiais. Teremos que matar dragões que estão roubando o povo de Deus. Além de fazer com que a verdadeira identidade e a herança do povo de Deus que estão retidas, sejam liberadas.

Depois Moisés chamou Josué e, na presença de todo o povo, lhe disse: — Seja forte e corajoso, pois você vai comandar este povo na conquista da terra que o SENHOR jurou que daria aos nossos antepassados. O SENHOR Deus irá na sua frente; ele mesmo estará com você e não o deixará, não o abandonará. Não se assuste, nem tenha medo (Deut 31:7-8).

O Senhor está conosco e vai adiante de nós, preparando o caminho. Ele estará com cada um de nós nessa batalha, mas haverá coisas que nós mesmos teremos que encarar. Coisas que envolvem o reino espiritual e o mundo físico, e irão assustar muitas pessoas.

Como disse antes, já estive em nações em desenvolvimento, onde a batalha espiritual é muito mais perceptível, vi o que acontece quando as forças do mal são desafiadas. Você já viu um bruxo se transformar na sua frente? Ainda não vi isso aqui. Em alguns desses países há grandes equipes de libertação que tem um lugar, que eles chamam de “Serpentário”, onde eles fazem a libertação, por que algumas das pessoas pelas quais eles oram se transformarão em serpentes, lobisomens, e etc. Creio que o mesmo irá acontecer aqui também.

O inimigo tem usado a mídia como um instrumento para preparar nossa mentalidade ocidental. Há uma série de filmes e desenhos que mostram vampiros, lobisomens e monstros como seres bons, o que faz com que as pessoas os admirem. Dessa maneira quando o inimigo começar a operar aqui usando vampiros e lobisomens as pessoas verão como algo positivo. Mas nós como igreja precisamos ter revelação de que temos autoridade sobre eles.

Pois assim como foi nos dias de Noé, também será a vinda do Filho do Homem. (Mat 24:37 RA). Nos dias de Noé existiam os Nefilins, e como a vinda do Filho do Homem se aproxima, precisamos nos preparar para um nível de batalha espiritual sem precedentes.

  1. A Geração de Josué será cheia com o espírito de sabedoria.

Com certeza precisaremos da sabedoria de Deus para saber como enfrentar algumas situações que iremos viver. A sabedoria será nossa munição e nos conectará ao nosso Deus que sabe todas as coisas, que existe antes de tudo ser formado, e conhece o passado e o futuro. Sendo assim, teremos revelação acerca do futuro, saberemos tudo que o inimigo estiver planejando, então poderemos nos posicionar e estar prontos para vencer.

Moisés havia escolhido Josué, filho de Num, para ficar no seu lugar. Ele pôs as mãos sobre a cabeça de Josué, que assim ficou cheio de sabedoria. Os israelitas obedeceram a Josué e cumpriram todas as leis que o SENHOR Deus lhes tinha dado por meio de Moisés (Deut 34:9).

Junto com a sabedoria receberemos uma autoridade, que irá inspirar outros a avançarem e tomar posse de sua herança.

  1. A Geração de Josué meditará na palavra de Deus dia e noite.

Não cesses de falar deste Livro da Lei; antes, medita nele dia e noite, para que tenhas cuidado de fazer segundo tudo quanto nele está escrito; então, farás prosperar o teu caminho e serás bem-sucedido. (Js 1:8 RA)

Meditar na Palavra é uma chave para entramos no mundo spiritual, é uma chave para entendermos como acessar o reino dos céus. A Palavra de Deus é um portal de acesso ao reino espiritual. A meditação, porém, se tornou um tabu para a igreja ocidental, por causa da prática de meditação transcendental, que esvazia a mente das pessoas. A meditação bíblica, no entanto, enche a mente das pessoas, enche-as com a verdade, e ensina como enxergar com os olhos do coração.

Quando aprendermos a meditar e abrir nosso espírito para a dimensão do propósito de Deus, os olhos do nosso coração serão iluminados. Temos que exercitar nossa imaginação para as coisas espirituais, dessa maneira começaremos ver o Espírito Santo se movendo na vida das pessoas, veremos anjos (e demônios), e poderemos começar a ver – e a entrar – no reino dos céus.

Outros artigos de Freedom ARC

Artigo original (em Inglês)