Rio de Águas Vivas

Mike Parsons
com Jeremy Westcott

Jesus disse,

“…aquele, porém, que beber da água que eu lhe der nunca mais terá sede; pelo contrário, a água que eu lhe der será nele uma fonte a jorrar para a vida eterna.” (João 4:14).

Nós temos essa fonte em nossa vida. Para operar no Reino de Deus, com a Presença de Deus, precisamos buscar diariamente água viva desse poço.
… levantou-se Jesus e exclamou: “Se alguém tem sede, venha a mim e beba. Quem crer em mim, como diz a Escritura, do seu interior fluirão rios de água viva.” (João 7:37-8).

Dentro, e fora

Esse rio deve fluir de nós, tocando as pessoas ao nosso redor com a presença e o poder e o Reino de Deus. Sério? Preciso me perguntar: existe um rio em mim de onde estou bebendo, e esse rio está fluindo de mim para tocar as outras pessoas? Se não está tocando outras pessoas, então está estagnado … e um rio com águas paradas cheira mal. Meu rio precisa estar fluindo: fluindo do céu, fluindo através do meu espírito, fluindo de mim, para ministrar às pessoas e ao mundo ao meu redor, para demonstrar o reino de Deus.

Bem-aventurado o homem que não anda no conselho dos ímpios, não se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores.

Antes, o seu prazer está na lei do SENHOR, e na sua lei medita de dia e de noite.

Ele é como árvore plantada junto a corrente de águas, que, no devido tempo, dá o seu fruto, e cuja folhagem não murcha; e tudo quanto ele faz será bem sucedido.

(Salmo 1:1-3)

Se quisermos prosperar em nossas vidas, tendo sucesso no mais alto grau em tudo que Deus planejou para nós, precisamos beber do Rio da Vida, não de nossos próprios recursos.

Cisternas rachadas

Em Jeremias 2:13 vemos como Deus estava descontente porque Seu povo havia se afastado Dele e estava vivendo buscando seus próprios recursos, ‘cisternas rachadas que deixam vazar a água da chuva.’ Nossas cisternas não podem conter água, e Deus quer que nós estejamos fluindo com a água que Ele provê. 

O rio traz vida

Toda criatura vivente que vive em enxames viverá por onde quer que passe este rio, e haverá muitíssimo peixe, e, aonde chegarem estas águas, tornarão saudáveis as do mar, e tudo viverá por onde quer que passe este rio. (Ezequiel 47:9).

Onde quer que formos, com esse rio fluindo de nós, devemos trazer vida: vida para aqueles que nos rodeiam, vida para o mundo, vida para nossa comunidade. ‘Tudo viverá por onde quer que passe este rio’. Essa é uma descrição de como nossas vidas devem ser, transbordando com a presença de Deus, o amor de Deus, trazendo a vida do reino de Deus onde quer que formos.

Precisamos estar conectados com o céu para esse Rio fluir em nós.

Nas duas margens do rio, crescerão árvores frutíferas de todo tipo. As suas folhas nunca murcharão, e as árvores nunca deixarão de dar frutas. Darão frutas novas todos os meses, pois são regadas pelo rio que vem do Templo. As frutas servirão de alimento, e as folhas, de remédio. (Ezequiel 47:12).

A água flui do santuário, da presença de Deus. Nós somos o santuário e a presença de Deus está dentro de nós. Todas as áreas de nossa vida devem ser frutíferas, com abundância de cura, saúde e plenitude, para podermos compartilhar com os outros.

Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o coração, porque dele procedem as fontes da vida. (Provérbios 4:23).

Artigo original em Inglês
Outros artigos de Freedom ARC

Facebook: Vida Sobrenatural (@umavidasobrenatural)
Facebook (em Inglês): Freedom ARC (@freedomarc.uk)
Instagram (em Inglês): freedom_arc

Anúncios

Deus dentro de nós

Mike Parsons 
com Jeremy Westcott – 

Estamos procurando cultivar um  relacionamento de intimidade com Deus para que possamos nos tornar um só espírito com Ele.

O Reino de Deus está dentro de nós (Lc 17:20-21), e Deus veio habitar em nós (1Jo 3:24). Sendo assim podemos encontrar com Deus a qualquer hora que quisermos – Ele está bem aqui dentro de nós. Em nossos corações há um jardim, e nele há um lugar secreto onde podemos ir dentro de nós, um lugar de relacionamento onde podemos nos encontrar e ter comunhão com Deus. Nós precisamos cultivá-lo. E nesse jardim, em nossa vida, há uma fonte e um rio.

Nós vimos este verso versículo também:

Porque o Senhor consolará a Sião,
e consolará a todos os seus lugares assolados,
e fará o seu deserto como o Éden
e a sua solidão, como o jardim do Senhor;
gozo e alegria se acharão nela,
ações de graças e voz de melodia.

(Isaías 51:3 ARC).

Talvez estejamos sentindo que dentro de nós está como um deserto, onde nada cresce, não há água, não há vida. Você já viu aqueles programas de natureza com imagem de desertos sendo transformados com um pouco de chuva? Dentro de poucos dias a terra estéril se enche com vida, e brilha com cor. Como isso acontece? Havia sementes esperando por água para fazê-las germinar e brotar.

(Click aqui para assistir este clip no YouTube – abra emu ma nova janela, ou copie e cole esse link no seu navegador: http://goo.gl/SdBbNN)

Se nosso jardim parece um deserto, pode ser que o ele só esteja esperando que nós o reguemos. Então gozo e alegria se acharão [em nós], ações de graças e voz de melodia (Is 51:3). Esta é uma descrição maravilhosa de como deveria ser as nossas vidas: o som de música em união com a sinfonia e harmonia do céu.

Então, do pó da terra, o SENHOR formou o ser humano. O SENHOR soprou no nariz dele uma respiração de vida, e assim ele se tornou um ser vivo. Depois o SENHOR Deus plantou um jardim na região do Éden, no Leste, e ali pôs o ser humano que ele havia formado. No Éden nascia um rio que regava o jardim e que, saindo dali, se dividia, formando quatro rios. (Gen 2:7-8, 10).

A Bíblia diz que Lúcifer, “Estava no Éden, jardim de Deus” (Ez 28:13). Éden é o jardim de Deus. Naquele tempo, céus e terra estavam sobrepostos, e a terra estava conectada e se relacionava com as dimensões do céu, não estava separada como hoje. O jardim de Deus estava no Éden e era o mesmo Jardim de Deus das regiões celestiais. Então, diz, que Ele plantou outro jardim, e a água fluiu do Éden (o Jardim de Deus) e regou aquele jardim (que chamamos de Jardim do Éden, o jardim que Deus fez para o homem). O jardim que Deus fez para o homem na terra estava ligado ao Jardim de Deus no céu, junto ao rio da vida.

Quando ouviram a voz do SENHOR Deus, que andava no jardim pela viração do dia, esconderam-se da presença do SENHOR Deus, o homem e sua mulher, por entre as árvores do jardim. (Gen 3:8).

Adão andava com Deus: eles desfrutavam de um relacionamento no jardim Dele, onde estava a Árvore da Vida. Como resultado do pecado de Adão e Eva, aquele jardim e aquela Árvore estão agora no céu. Adão e Eva foram expulsos e, a leste do jardim, Deus colocou querubins com uma espada flamejante (eles não tinham espadas flamejantes em suas mãos: a espada flamejante é uma criatura angélica viva). Eles deveriam guardar o caminho para a Árvore da Vida (Gn 3:24) e impedir Adam de acessar esse reino.

Jesus disse, “…mas a pessoa que beber da água que eu lhe der nunca mais terá sede. Porque a água que eu lhe der se tornará nela uma fonte de água que dará vida eterna” (João 4:14).

Agora nossas vidas se tornaram o jardim, conectado ao Jardim de Deus pelo Rio da Vida que está fluindo em nossas vidas, regando o que era um deserto. Nossa conexão com as dimensões celestiais foi restaurada. E rios também fluem do nosso jardim para regar a terra, trazendo o domínio e o domínio de Deus para o resto do mundo, para o universo e além.

Artigo original em Inglês
Outros artigos de Freedom ARC

Facebook: Vida Sobrenatural (@umavidasobrenatural)
Facebook (em Inglês): Freedom ARC (@freedomarc.uk)
Instagram (em Inglês): freedom_arc